domingo, 21 de junho de 2020

NOTICIÁRIO


"Com raríssimas exceções, na política todos são iguais. Alguns são mais iguais do que os outros. "

Viver é Perigoso

4 comentários:

Roberto Lamoglia disse...


Caro Edson,

Leia o artigo do J.R.Guzzo no Estadão de hoje. Trata exatamente, e de forma que só ele é capaz, do assunto tratado nesta postagem. A forma com que nossos juizes de tribunais superiores tratam AS PESSOAS NESTE BRASIL SEM DONO .
Não concordo de forma alguma com nenhum destes anarquistas ( sejam eles da direita ou da esquerda), mas a lei deve ser igual para todos. Aliás são crimes diferentes citados pelo J.R. Guzzo, mas veja a discrepância na aplicação da Lei.
Um abraço, Roberto Lamoglia

Edson Riera disse...

Caro Roberto,

Fico sempre atento ao que o Guzzo escreve. Li hoje de manhã a sua coluna e coloquei-me a pensar sobre o assunto. Ele tem razão quando encerrando, ele afirma:
"O que se condena no Brasil de hoje, não é o que foi feito. E quem faz."

Temos que ter cuidado. Não é porque sou crítico hoje ao estilo Bolsonaro que me tornarei um apoiador, por exemplo do STJ e Congresso. Essas duas casas não mudaram em nada. Continuam, com raras exceções, ruins. Os Mellos, Lewandowisk, Gilmar, Moraes, Maia, Alhumbre, continuam com são.

De qualquer forma Roberto, sinto que estamos devidamente lascados.

Abraço.

Asim que passar essa loucura, gostaria de sentar no sol da praça com você e falarmos sobre tudo.

Anônimo disse...

Enquanto isso a Mahle na sexta DEMITIU 200 trabalhadores, fiquem casa viu😷😳

Anônimo disse...

"Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos, pelo mesmo motivo.” a máxima costuma ser atribuída a diversos autores, de Eça de Queiroz a Benjamin Franklin. Mas o real autor da pérola é desconhecido. Aproveitando a máxima, ministros do Supremo também. Acabar com vitaliciedade ou usar o artigo 52, inciso II, da Constituição. Cabe ao Senado.Portanto aos políticos. Então sem uma enorme pressão não vai acontecer. causídico jurássico