terça-feira, 2 de junho de 2020

LOTEAMENTO - VENDE-SE


O presidente Bolsonaro e seus militares do Planalto seguem céleres nas nomeações de indicados pelo Centrão. Cargos com orçamento gordo, é claro.

Dessa vez, não para conseguir apoio para aprovação de projetos no Congresso, mas sim, tudo indica, para proteção do presidente e familiares. Sabe-se se surge uma proposta de impeachment.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) comanda o PP (Progressistas), partido do centrão que também participou do acordo de distribuição de recursos do mensalão. A legenda foi denunciada como pessoa física na Operação Lava Jato. 
Bolsonaro foi filiado ao PP de 2005 a 2016. 
Nogueira já foi alvo de ao menos duas operações da PF (Polícia Federal) e é réu no STF desde 2019, sob acusação de organização criminosa. Em fevereiro deste ano, foi denunciado por supostos de crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro — ele nega todas as acusações. 
O cacique do PP emplacou Marcelo Lopes da Ponte, seu ex-chefe de gabinete, na presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia ligada ao Ministério da Educação que, em 2019, administrou orçamento de aproximadamente R$ 50 bilhões.

Valdemar Costa Neto chegou a ser preso, em 2012, após ser condenado pelo esquema do mensalão. Cacique do PL (Partido Liberal), nome pelo qual atende agora o PR (Partido da República), o ex-deputado federal indicou o novo presidente do Banco do Nordeste, Alexandre Borges Cabral. O político também conseguiu uma diretoria no FNDE e emplacou um aliado na diretoria-geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Na semana passada, a deputada Soraya Santos, do PL de Valdemar Costa Neto, conseguiu emplacar uma afilhada na Ancine, mais especificamente na chefia do escritório da agência em Brasília. Para o cargo, foi nomeada Gerfania do Socorro.

Roberto Jefferson O presidente nacional do PTB, sigla a que Bolsonaro foi filiado de 2003 a 2005, denunciou o esquema do mensalão, que se tornou um escândalo durante o governo Lula. Jefferson foi condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e teve seu mandato como deputado federal cassado em 2005. Jefferson deve estar aguardando nomeações de indicados. Por enquanto, nada.

Viver é Perigoso

5 comentários:

Anônimo disse...

No passado os "probos' bollsonaristas chamariam de negociata, mamata,toma lá dá cá....

Mas agora eles fazem mil malabarismos para chamarem de arte da negociação necessária para poder governar...

Anônimo disse...

Tá rápido hoje, hein...É a quarentena?

Anônimo disse...

Né nada disso, é o sistena, a carniça, o povinho os petralhas, a sujeira q no fundo somos todos nois acostumados com a merda mesmo, nao tem jeito ta no sa gue, viva os estrumes q se alimentam ate do virus, desisti, vence sempre o mal, os canalhas, eta Brasil q sofre.

Anônimo disse...

Tá bom...520 anos de história, 13 anos de PT.
Militares governaram por quase 25 anos (contando o Sarney que era líder do governo do general JBOF...)
E agora é tudo culpa dos petistas?
Mas deixa pra lá...Com bozzopatas não se discute. A resposta é sempre: É O DESTINO!

Anônimo disse...

Ué, petista indignado? E so calcular o prejuizo ao PAÍS, aos trabalhadores, aos VALORES, imbativel este pt, em 13 anos destruiu tudo, ah...va....