quinta-feira, 4 de junho de 2020

BANCO 24 HORAS !



A caneta do Bolsonaro funcionou. Buscando proteção no Congresso se aliou ao ex -deputado Valdemar Costa Neto, cacique do PR, que chegou a ser preso, em 2012, após ser condenado pelo esquema do mensalão.

O  ex-deputado federal indicou o novo presidente do Banco do Nordeste, Alexandre Borges Cabral, que conseguiu ficar 24 horas no cargo. 

Alexandre Borges Cabral foi demitido ontem (3/6), depois de tomar posse no dia 2/6, indicado pelo Centrão. A decisão do governo foi tomada após o Estadão revelar que Cabral é alvo de uma apuração conduzida pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre suspeitas de irregularidades em contratações feitas pela Casa da Moeda durante sua gestão à frente da estatal, em 2018. O prejuízo é estimado em R$ 2,2 bilhões.

Como esse pessoal é ligeiro no gatilho, 24 horas é muito. Convém a diretoria do Banco fazer uma apurada investigação interna.

Viver é Perigoso  

Um comentário:

Anônimo disse...

Governo atrapalhado.
quantas idas e vindas.
Ninguém consultou o site do TCU para ver se esse Sr. tinha um processo?
O sistema de informações não é pra isso?
Ou é só para perseguir inimigos políticos?
Ah se não fosse a imprensa!