segunda-feira, 25 de maio de 2020

SERÃO TODOS COMUNISTAS ?


O jornal conservador The Telegraph diz que Bolsonaro pode ficar conhecido como "o homem que quebrou o Brasil "

A publicação mais comentada nesta segunda-feira vem do jornal britânico Financial Times: "o populismo de Jair Bolsonaro está levando o país para um desastre".

Nos EUA, o jornal The New York Times destacou o veto de Trump a viajantes vindos do Brasil. O bloqueio vindo de um aliado como Trump é um revés para Bolsonaro, que repetidamente tentou ganhar capital político a partir de sua afinidade ideológica com o presidente americano. Enquanto hospitais colapsam e governadores imploravam por ajuda, Bolsonaro passou os últimos meses brigando com a Suprema Corte, com o Congresso e até com seus próprios ministros.

Le Monde - Bolsonaro provoca a catástrofe e semeia a morte

Der Spiegel - O presidente perdeu a realidade

Washington Post - o presidente pediu para que as pessoas enfrentem o coronavírus como "homem e não como moleque"

Wall Street Journal - O coronavírus tem tem varrido um país sem estrutura e com um líder que despreza o vírus.

Financial Times - Brasil, Turcomenistão, Nicarágua e Bielo-Rússia - formam o grupo de aliança do avestruz. (Coloca as cabeça na areia para não ver o perigo).

Corriere della Sera - presidente queria fazer churrasco num dia de record de mortes.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

JÁ O MERCADO ANALISA SEM APELO POLÍTICO:
- Em 22/maio: "Bolsa recua 1%, à espera de vídeo..."
- Em 25/maio: "Bolsa opera em alta de quase 4%..."

"O dólar comercial caía e a Bolsa operava em forte alta nesta segunda-feira (25), com expectativas positivas em relação ao cenário político interno e otimismo no exterior. Por volta de 15h30, a moeda norte-americana recuava 1,86%, a R$ 5,470 na venda, enquanto o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 3,97%, a 85.435,29 pontos. Sexta-feira (22) o dólar comercial caiu 0,15% e fechou vendido a R$ 5,574. O Ibovespa fechou em queda de 1,03%, a 82.173,21 pontos...

Veja mais em

Anônimo disse...

Em plena pandemia, com milhares de mortos, o país considerado um pária internacional, o presidente com arroubos de loucura, o comentarista acima acredita que há motivos para comemorar porque a bolsa subiu um dia e o dólar recuou, fechando a R$5,57 (CINCO REAIS E CINQUENTA E SETE CENTAVOS!!!!).
Comemora porque o mercado "analisa sem apelo político". Lembrando que, mesmo sem pandemia, a expectativa de crescimento do Brasil era pífio. A política econômica do governo já era um desastre antes do coronavírus.