sexta-feira, 29 de maio de 2020

POIS É... CORONEL NA SAÚDE


A nomeação do coronel Giovanne Gomes da Silva, até ontem comandante-geral da Polícia Militar em Minas, para presidente da cobiçada e bilionária Fundação Nacional de Saúde (Funasa) atende a dois objetivos políticos igualmente importantes para Bolsonaro: prestigiar o Centrão e a PM no governo.

O coronel é uma indicação do deputado também mineiro Diego Andrade, do PSD, a principal legenda do Centrão, grupo de partidos conservadores que está aderindo ao governo. 

Além de reforçar a base governista no Congresso, a nomeação de Giovanne coloca mais um integrante da PM no alto escalão de Bolsonaro, que não tem poupado afagos à corporação. É parte crucial do projeto de poder do presidente o domínio sobre a maior força armada do país, que são as PMs estaduais em seu conjunto.

Novos Inconfidentes

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: