sábado, 23 de maio de 2020

PASQUIM


Pasquino é uma famosa estátua de Roma. Aos pés da estátua e, geralmente, no pescoço eram colados, em épocas passadas, as pasquinadas, folhetos com conteúdo satírico, freqüentemente em versos, dirigidos a personagens públicos importantes, inclusive ao Papa.

Segundo a história, Pasquino era um barbeiro conhecido por seus versos satíricos. 

Papa Adriano VI, em 1522, foi o único holandês até agora a se tornar papa.

Pois é.

Incomodado com as críticas, o papa Adriano VI deu ordens para que fosse jogado no rio Tibre a estátua do Pasquino. Um assessor, porém, o demoveu da ideia com o argumento:

"Senhor, o pasquim é da espécie das rãs, que debaixo da água coaxam mais"

Blog: Não nos joguem no rio.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Bom dia a todos. Pois é, acho que por causa da sua moderação zelador até que aqui qualquer critica ou comentário que não gostam viramos só esquerdistas, petralhas e hipócritas. Nas ditas redes a coisa tá bem pior. Vamos em frente. Bom isolamento a todos. Com chuva e frio.