segunda-feira, 4 de maio de 2020

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


Ganhei em 2014 o livro "Aldir Blanc - Resposta ao tempo. Vida e letras. - Escrito pelo Luiz Fernando Vianna, Casa da Palavra.

Não é daqueles livros para ser lido e pronto. Trata-se de um livro para ter por perto. Como disse o Ruy Castro, O Aldir está todinho nele. Em cada página, dá para ver o Aldir, escutar Aldir, beber com Aldir, cantar com Aldir. O livro inclui mais de 450 letras do Aldir e parceiros.

Daqueles caras que você passa seguindo a vida toda. Temos quase a mesma idade. Discordo do Aldir só com relação ao Vasco.

De Partida

Vou-me embora
Porque todo dia
É só mais um dia no rol dos dias
E até a lágrima
Queda estagnada de monotonia
Vou me embora
Pra que o tempo nos cobre em saudade
O que a vida vale
Pra que o amor seja o que menos nos distancia
E não o ódio que nos equivale
Vou-me embora
Pra que o espelho não nos compare
Vou-me embora
Pra que seja a vida 
Ao invés da morte
O que nos separe

Viver é Perigoso

4 comentários:

Anônimo disse...

Zé acho que ele escreveu para nós. Amigos próximos e milhares não próximos
observador da cena
Amigo É Pra Essas Coisas
Aldir Blanc

Salve
Como é que vai?
Amigo há quanto tempo
Um ano ou mais
Posso sentar um pouco?
Faça o favor
A vida é um dilema
Nem sempre vale a pena

O que que há?
Rosa acabou comigo
Meu Deus porque
Nem Deus sabe o motivo
Deus é bom
Mas não foi bom pra mim
Todo amor um dia chega ao fim
Triste
É sempre assim
Eu desejava um trago
Garçom mais dois
Não sei quando eu lhe pago
Se vê depois
Estou desempregado
Você está mais velho
É
Vida ruim
Você está bem disposto
Também sofri
Mas não se vê no rosto
Pode ser
Você foi mais feliz
Dei mais sorte com a Beatriz
Pois é
Tudo bem
Pra frente é que se anda
Você se lembra dela
Não
Lhe apresentei
Minha memória é fogo
E o largent?
Devendo algum no jogo
E amanhã?
Que bom se eu morresse
Pra que rapaz?
Talvez Rosa sofresse
Vá atrás
Na morte a gente esquece
Mas no amor a gente fica em paz
Adeus
Toma mais um
Já amolei bastante
De jeito algum
Muito obrigado amigo
Não tem de que
Por você ter me ouvido
Amigo é pra essas coisas

Toma um Cabral
Sua amizade basta
Pode faltar
O apreço não tem preço
Eu vivo ao Deus dará

Edson Riera disse...

Amigo é para essas coisas

Ouvi certa vez, ao vivo, com o MPB4. em Itajubá, é claro.

Abraço

Zelador

Anônimo disse...

Gosto também da O mestre-sala dos mares...A adaptação para passar pela censura ficou tão boa quanto a original...

Anônimo disse...

E triste a namoradinha do brasil (minúsculo mesmo) se prestar a este papel.