sábado, 23 de maio de 2020

BLACK FRIDAY


Sexta-feira, 23 de maio de 2020. Dia com acontecimentos que deveriam ser apagados da história política do País.

Estapafúrdia a nota publicada pelo porta-voz do presidente Bolsonaro, general Augusto Heleno, em resposta a um encaminhamento normal para análise, feito pelo ministro do Supremo Tribunal de Justiça a Procuradoria Geral da República.

"se o pedido inconcebível e inacreditável for aceito poderá ter consequências imprevisíveis para a instabilidade nacional "

Demonstração de total despreparo. 

Depois, numa sessão de final de tarde, vem a exibição de um filme impróprio para pessoas educadas. A triste reunião do Conselho de Ministros "cometida" no dia 22 de abril de 2020, que diferentemente do dia 22/4/1500, quando se comemora o descobrimento do Brasil, ficará conhecido como o dia do encobrimento do Brasil.

Com todo respeito aos botequins do País,  aconteceu na ocasião no Planalto, uma reunião com estilo, comportamento e palavreado, próprio de botequins de segunda linha, em horários avançados.

Ridículo.

Para completar, mais a noite, vem o "grand finale" com a "desgraceira" do discurso com duração de 1 hora feito pelo Sr. Jair Bolsonaro. Sem pé e sem cabeça, misturando sogra, pandemia, polícia federal, facada, taxímetro, Moro, Celso de Melo, filhos, amigos, quarentena, cloroquina e capim.  

O que fazer ? Nenhuma solução à vista, exceto contritas orações.

Cenário de mortes, perdas, insegurança, medo, entubações, tentativas de remédios, perspectivas de desemprego, falências, compra e venda de cargos, judiciário e legislativo, atônitos e executivo perdido.

Pessimismo ? Mais para realismo.

Viver é Perigoso   

3 comentários:

Anônimo disse...

Camarada, parei, Bolsonaro, Bozo , não voto mais...fala muito palavrão, caraio, puta a pariu, bosta, estrume , foder, etc, coisas feias, so escuto isso nas musicas, q canta xixota, piroca, nunda, etc w claro fax parte de nossa CULTURA, agora um presidente, que tem q ser Exemplo e não ser igual a um cidadão comum, nao, não pode galar palavrão! Sabe de uma coisa eu quero mesmo e que estes babacas vão se FODER ou FUDER, a hipocrisia passou dos limites, e enquanto isso morremos tranquilos em PAZ. Fui.

Anônimo disse...

Música da década de 80 de Erasmo e Roberto atualíssima
Pega na mentira, pega na mentira
Corta o rabo dela, pisa em cima, bate nela
Pega na mentira

Anônimo disse...

A coisa é muito feia, e fivamos abismados por alguem ser normal e mandar a pqp, dizer fdp, bosta, ah...fui