quinta-feira, 2 de abril de 2020

BANCO HISTÓRICO


Deu no aleivosiascomolimao:

Tome o banco, antes que um aventureiro o faça.

"Em Paraisópolis, numa praça secundária (atrás da Matriz) segue indefectível, em estado de zero, um banco com os dizeres "Banco de Itajubá".
Prometo foto. Só passar a quarentena.
Vontade não falta de ir a prefeitura e acertar sua compra e substituição por um novo.
Garanto que ninguém de Paraíso vá notar ou sentir falta.
Tampouco o Santander, que comprou o Real, que comprou o Itajubá, vá reclamar a propriedade."

Blog: Muito legal a descoberta e a postagem sobre, do blog aleivosiascomlimao.
Pobre cidade que não cuida da sua história. A ACIEI, imagino eu, deve ter uma diretoria de cultura. Se envolvendo, buscaria resgatar parte da história da vida empresarial da cidade. Na Boa Vista,é claro, também existem bancos de cimento bancados por importantes firmas de Itajubá, inclusive lá na Pracinha, em condições de abandono, o doado pelo meu Avô Jayme Riera, da Padaria Boa Vista.

Viver é Perigoso   

3 comentários:

Anônimo disse...

Aciei? Kkkkkk melhor falar com secretario de cultura, kkkl

Anônimo disse...

Só uma observação. Foi o Banco Lavoura que comprou o Itajubá. Depois os irmãos Faria que controlavam o Lavoura separaram e um deles- Aloysio criou o Real, depois ABN Amro ai Santander. O outro Gilberto ficou com o Bandeirantes do Comércio.

Anônimo disse...

Gilberto Faria, foi deputado, conheci, morreu com 85 anos foi padastro do Aecio Neves, rico! Banqueiro!