segunda-feira, 6 de abril de 2020

À DERIVA


Um fala uma coisa. Outro fala outra. Nunca se assistiu tantas "lives". O presidente diz "A'. O ministro afirma que é "B". O senador não concorda e o deputado se cala. O governador ou some ou aparece demais. O Ministério Público determina. O prefeito, categoricamente não afirma nada.
Todos de olhos nos números do Ministério da Saúde e claro, no calendário eleitoral.

Oremos.

Viver é Perigoso   

5 comentários:

Anônimo disse...

E ai camarada amanha vida nova com as palavras do prefeitao? Agora o mp é parceiro viu? Sabe tudo

Anônimo disse...

Pois é no PT todo mundo obedeceria o presidente e punto! Manda quem pode obefece quem tem juizo

Anônimo disse...

Volta PT, volta Lula, volta hadadd, Dilma volta, volta Ze dirceu?, este Bolsonaro ta chato, o mandetta tbem, ainda bem q o povo e a IMPRENSA tem um viruzinho pra passar o tempo, nao tem maus corrupto pra caçar, nem virus na cueca, eta coisa chata, voltaaaaaa pt!

Humberto disse...

Caro amigo Edson,

Passou por mim esse texto como sendo de um autor desconhecido. Não sei se faz parte de um contexto, se foi aumentado ou diminuído, mas de qq forma achei interessante compartilhar no vivereperigoso.com.

Um abraço.

Humberto.
===========================================================================================

Estamos em barcos diferentes...



“ Me irrita essa frase: estamos no mesmo barco.

Não, não estamos. Não sejamos hipócritas. O seu barco pode ser muito maior e mais confortável do que o meu; e vice-versa. O meu barco pode afundar; o seu não; e vice-versa.

Para alguns a quarentena está sendo ótima ; momento de união ou de reconexão; o trabalho está mais suave etc. Para outros uma pausa forçada ; tempo de descanso; de férias. Para outros está sendo uma crise; tempo de tortura; de indagação: como vou pagar minhas contas ?.

Alguns estão preocupados com a marca do ovo de Páscoa que vão comprar. Outros estão preocupados se vão ter pão para comer, se o arroz e o feijão serão suficientes até a tempestade passar.

Alguns estão no home office, na fazenda, no iate; outros estão catando lixo pra sobreviver.

Alguns têm fé em Deus que verão muitos milagres ainda em 2020. Outros dizendo que o pior nem chegou.

Então... nós não estamos no mesmo barco. Estamos passando pela mesma tempestade, mas com percepções, experiências, condições e necessidades totalmente diferentes. E, com certeza, sairemos dela cada um de um jeito.

Por isso, neste momento, é muito importante enxergar além do que se vê. Enxergar além do partido político, além da religião, além do próprio umbigo.

Não menospreze a dor do outro porque você não a sente. Não julgue a boa vida do outro porque você não sabe o que ele passou para chegar lá. Não julgue o que não tem nada e nem o que tem de sobra. Não julgue aquele que quer voltar a trabalhar e nem o outro que quer ficar em casa...simplesmente não julgue.

Estamos sim !!! na mesma tempestade, mas não no mesmo barco. "

( Autor Desconhecido )

Edson Riera disse...

Caro Humberto

Maravilha.

Um grande Abraço

Zelador