quinta-feira, 19 de março de 2020

NÃO É POR NADA NÃO.


Antonio Hamilton Martins Mourão nasceu no dia 15 de agosto de 1953, na cidade de Porto Alegre. Filho do general de divisão Antonio Hamilton Mourão e Wanda Coronel Martins Mourão, ambos amazonenses.

Ingressou no Exército Brasileiro desde 26 de fevereiro de 1972, quando entrou na Academia Militar das Agulhas Negras. Três anos depois, em dezembro de 1975, Hamilton Mourão foi designado aspirante-a-oficial da arma de artilharia. 

Além dos cursos de formação, de aperfeiçoamento, de altos estudos militares da escola de comando e estado-maior do Exército Brasileiro e do curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército, concluiu os cursos Básico de Paraquedista, Mestre de Salto, Salto Livre e Guerra na Selva. 

Durante a trajetória militar, ele foi instrutor da Aman, cumpriu Missão de Paz em Angola, foi adido militar na embaixada do Brasil na Venezuela e comandou o 27° Grupo de Artilharia de Campanha em Ijuí (RS).

Como Oficial General comandou a 2ª Brigada de Infantaria de Selva em São Gabriel da Cachoeira (AM ) e a 6ª Divisão de Exército em Porto Alegre (RS). Foi Comandante Militar do Sul e Secretário de Economia e Finanças do Exército. 

O General Mourão foi também presidente do Clube Militar na cidade do Rio de Janeiro.

Após deixar a ativa, em fevereiro de 2018, filiou-se ao PRTB, iniciando assim sua carreira política. Nas eleições de outubro de 2018, foi eleito vice-presidente da República na chapa do presidente Jair Bolsonaro, posto que ocupa desde o dia 1º de janeiro de 2019.

Foi casado com Ana Elisabeth Rossell Mourão desde 1976, com quem teve dois filhos: Antônio e Renata. Viúvo em 2016, casou-se dois anos depois com Paula Mourão.

E segue a vida...

Viver é Perigoso

4 comentários:

Anônimo disse...

Tá fervilhando a coisa zelador! 03 acusa a China pelo vírus, embaixador dá resposta dura e o vice Mourão se posiciona. Usa "Bananinha" como nome do deputado. Seria alguma alusão as "bananas" mostradas pelo pai aos jornalistas? O vice passou um bom tempo calado.

Edson Riera disse...

Calado

O Presidente e os filhos estão arrumando encrencas, muito além da capacidade de administrá-las.

Tudo indica que irão dançar.

Zelador

Anônimo disse...

Bom, quero ver o fim destes idootas

Anônimo disse...

Esta fixação no presidente , principalmente da petezada é sensacional, nunca antes vista, kkkkk