sexta-feira, 6 de março de 2020

MAIS UM CAMPEÃO DE AUDIÊNCIA ?


A esperada estreia da CNN Brasil acontece no dia 15 próximo. A nova emissora fechada, Canal 577, terá sede na Avenida Paulista, em São Paulo. 

A emissora pertence à Novus Mídia S.A. e é licenciada da rede CNN, dos Estados Unidos.

Os sócios da Novus são o empreiteiro e banqueiro Rubens Menin Teixeira de Souza, e o jornalista Douglas Tavolaro de Oliveira.

Menin, além de investidor, é o presidente. O empresário é sócio-fundador de várias empresas, com destaque para a construtora MRV Engenharia (Brasil e EUA) e o Banco Inter.

Tavolaro, foi diretor de Jornalismo e vice-presidente da TV Record. É sobrinho do dono do Grupo Recorde e da Igreja Universal do Reino de Deus, empresário Edir Macedo. Tavolaro responderá pelo Jornalismo.

Abaixo dos sócios, o cargo executivo mais importante será da engenheira Jercineide Pires de Castro, de Diretoria Financeira.

A CNN Brasil revelou que pretende ter cerca de 700 profissionais no país, Argentina, Estados Unidos e Europa (Londres).

Blog: Notícia é notícia. O enfoque da notícia segue a linha da empresa. Presume-se que a CNN Brasil poderá ser um contraponto a Globo.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Marco Antonio Gonçalves disse...

Zelador,

Em nenhum lugar do mundo hoje em dia se faz altos investimentos em emissoras de televisão a cabo, principalmente de jornalismo, que é o que dá menos lucro. Centenas de milhões é o investimento na CNN Brasil.
Tirando a BBC, todas as emissoras tem sofrido para lucrar. A CNN americana hoje é um arremedo do que já foi e não dá lucro como antigamente. Hoje é praticamente uma cópia da Fox News, só que contra o Trump.
Aqui no Brasil, esse negócio é um tanto quanto sombrio. Simplesmente, porque não encaixa. Tavolaro é sobrinho de Edir Macedo, como você disse. É o braço direito dele e deixou a Record como vice-presidente. Rubens Menim é um empresário de sucesso e não perderia dinheiro. Tem coisa por trás. Jornalismo é credibilidade e isso o nome CNN tem e é disso que eles precisam.
Ao que me parece, Edir Macedo e a Universal estão por trás de toda essa história. Faz parte do plano de poder dele, como ele mesmo já escreveu em livro. A linha editorial deverá ser conservadora, uma Fox News, pró-Bolsonaro. Se vier outro governo, tudo pode mudar.
Acredito ainda que a CNN Brasil possa ser uma grande lavadora para Macedo e os seus. O dinheiro dos fiéis precisam ser limpos.

Edson Riera disse...

Marco Antonio,

Análise atualíssima. Em termos de Brasil e considerando o momento político, vai ser uma pedra no sapato da "dona da verdade" Globo. Contrataram gente capaz.

Mas as notícias serão as mesmas. O enfoque da CNN, em termos de governo, deve ser diferente da matriz.

Abraço,

Zelador