quinta-feira, 26 de março de 2020

CURTIA, COMENTAVA E SALVAVA


Já tomou o barco, mas os mais antigos na Boa Vista, é claro, lembram-se muito bem do Sr. Amado. Homem conversador e nunca houve notícia que tivesse indisposto com ninguém. Leitor e re-eleitor da Seleções Reader Digest.

Aposentado da fábrica de tecidos Codorna, batia o pé na rua o dia todo. Puxava conversa, ouvia e concordava com as opiniões mais conflitantes. E tinha a mania de ouvir e repetir tudo.

Não é que não tinha personalidade. Era um ajeitador nato. Com o tempo, de boa, deixou escapulir as opiniões própria e passou a assumir o que lhe entrava pelos ouvidos.

Caso ainda estivesse entre nós  e conseguisse uma fugida da quarentena, certamente ele estaria dizendo, ou melhor, recitando, para quem lhe desse atenção.

Que nada, isso é uma gripizinha. Um resfriadinho comum, que não resiste a um escaldadinho bem temperado. O que ? Isso mata meu filho. Na Itália e na Espanha, terras dos meus avós, está acontecendo uma catástrofe. Não vai sobrar um com mais de cinquenta anos. Claro, se o pessoal não voltar a trabalhar o País vai quebrar. E de que adianta e economia rodar se o vírus chegar de uma vez e não tiver lugar para todo mundo nos hospitais. Também penso que se deva levar em consideração a lei da vida. Os mais fortes e capazes seguem. Simples: evolução das espécies. Agora, o presidente está certíssimo. Que fiquem em casa os idosos e os moços é que voltem para as atividades normais. Lugar de criança é na escola. Agora, concordo que a meninada seria uma boa transmissora do virús. Certo estão os governadores que estimam a importância da quarentena. E, pensando bem, a presidente é a autoridade máxima. Dele deverão sair todas as instruções. Não perco as notícias e os comentários da Globo. Maravilha e corretos, salvo que não sabem o que dizem. Uma emissora politizada que quer derrubar o governo. Os santos que nos livrem da volta da esquerda, muito embora, a saudade que sinto do Lula seja forte. Vacina eu não tomo e nunca tomei, mas passo lá no postinho de saúde só para cumprimentar o pessoal e quando vejo, já me picaram.  
De política eu não falo muito, mas gosto prá caramba desses gordinhos Maia e Alcolumbre. Homens ponderados, se bem que no Congresso não escapa um. Um bando de ratos e irresponsáveis. Os juízes do supremo são uns picaretas cheios de compromissos com quem os indicou e ainda bem que são todos politizados e tem uns do pt outros tucados, outros do centrão e uns dois ou três em cima do muro.

É a vida     

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: