quarta-feira, 25 de março de 2020

HISTÓRIAS



Jair Rosa Pinto - craque de futebol do passado. Ídolo no Flamengo, Palmeiras, Santos e Vasco, nas décadas de 1940 e 1950. Esteve com a delegação do Santos em Itajubá em 1958.

Mais precisamente no domingo 29/6/1958, quando o Santos venceu a Seleção de Itajubá por 2x1 (no mesmo dia da conquista do mundial de futebol pela seleção brasileira, na Suécia).

Conhecido como Jajá de Barra Mansa (sua cidade natal), atuou pelo Palmeiras de 1949 até 1955.

Pois bem, o Sr. Percy Geraldo Bolsonaro, torcedor fanático do Palmeiras, iria registrar o seu filho nascido em 21 de março de 1955, com o nome de Messias Bolsonaro. Alertado por um amigo que o ídolo, então palmeirense, Jair da Rosa Pinto fazia aniversário no mesmo dia, ele acrescentou o "Jair" no nome do menino, ficando Jair Messias Bolsonaro. 

Jair da Rosa Pinto, o Jajá de Barra Mansa, tomou o barco no dia 28/7/2005, no Rio de Janeiro.

Uma das virtudes do meio-campista Jajá de Barra Mansa era a de chutar muito.

Faz sentido.

Blog: Eu assisti o jogo Santos 2 x 1 Seleção de Itajubá. Estava com 11 anos de idade.

Viver é Perigoso  

Um comentário:

Anônimo disse...

Boa!!!
Ótimo texto!!!
H. Finn