quinta-feira, 5 de março de 2020

CARTA QUE ESCREVI

Itajubá, 5 de março de 2020

Caro Pedro Gama

Ref: Está na hora dessa moçada mostrar o seu valor

Fiquei sabendo que hoje acontece o seu aniversário. Um abraço e os votos de uma vida feliz.

Outro dia conversamos e tomei conhecimento que recentemente você conclui o Curso de Direito em São Paulo, mais precisamente na Faculdade de Direito do Largo São Francisco. A célebre "Arcadas".

Na oportunidade lhe confessei que o meu sonho era ter, depois de concluir o curso de engenharia, ter estudado direito no Largo de São Francisco. Não Deu.

Senti na nossa conversa e em outros posicionamentos feito por você, no rádio, jornal e internet, uma vontade imensa de participar ativamente da vida da nossa cidade. Raro e muito bom.

Reparei uma certa preocupação face a sua juventude, pouca vivência com a política local e possível falta de experiência. No meu modo de ver, todos esses aspectos são positivo. Precisamos de juventude, de sonhos e vitalidade. É até bom não conhecer e conviver com a tradicional política local. Pesada, magoada e repleta de cicatrizes que insistem em nos trazer lembranças. Experiências, adquirem-se.

A Escola de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo, sempre teve, através de seus formandos, uma participação direta e inesquecível na vida de Itajubá. É só caminhar pela cidade e observar nomes de ruas e praças. Muitos dos locais levam o nome de formandos da sua Escola e todos voltaram para a terrinha com idade próxima da sua.

Força Pedro Gama.

Theodomiro Santiago, formou-se em 1906 e voltou para trabalhar em Itajubá, com 23 anos de idade.
Wenceslau Braz, formou-se com 22 anos.
Adolfo Olinto, com 30 anos, foi juiz de direito e chegou a Ministro do STF
Joaquim Delfino Ribeiro da Luz, formou-se com 24 anos e vindo para nossa cidade, foi juiz, chegando a governador, ministro do exército, da marinha e da justiça.
José Manuel Pereira Cabral, formado com 24 anos, foi juiz, um dos acionistas do Teatro Santa Cecília.
Luís Rennó, formado com 24 anos, foi juiz, vereador, deputado estadual e fundador do Clube Itajubense.
Miguel Arcanjo de Souza Vianna, formou-se com 21 anos, foi promotor e responsável por redigir os estatutos da União Republicana de Itajubá.
Cristiano Pereira Brasil,, formado aos 25 anos, foi deputado federal e chefe da polícia de Minas Gerais.
Olinto Carneiro Villela, formou-se com 27 anos e auxiliou diretamente o seu cunhado Theodomiro Santiago, na organização do Colégio de Itajubá e na fundação na nossa Escola de Engenharia.
Amadeu Chiaradia, formou-se com 26 anos e muito fez pelo desenvolvimento da cidade.

Abraço

Viver é Perigoso 

2 comentários:

Anônimo disse...

Faculdade que já deu 12 presidentes da república. Tem uma associação de antigos alunos modelar que com as contribuições voluntárias reformam os prédios, custeiam bolsa, contribuem para pesquisa. O Centro acadêmico mantém a Casa do Estudante. Um exemplo de cidadania e gratidão. observador de cena

Anônimo disse...

Pois é , q nem nossa escolinha, administrada pelo pt, a efeipt, kkkk