terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

VELHA E ETERNA PREOCUPAÇÃO


Impressionante as inundações acontecidas na cidade de São Paulo no dia de ontem. Hoje foi manchete nos noticiários:

"Prefeitura deixou de gastar, nos últimos cinco anos, R$ 2,7 bilhóes em obras para o controle das cheias na cidade".

A chuvarada chegou forte na noite passada (e segue durante o dia) em todo o Sul de Minas.

Lembranças:

Quando das eleições municipais de 2004, promovido pelo EPTV ou alguma outra entidade, aconteceu um debate entre os candidatos a prefeito. Foi no auditório na Unifei no centro da cidade.

Num dos blocos o tema discutido era "enchentes". Um candidato defendia a construção de barragens como solução (ou o mais próximo da solução) para eliminar ou amenizar fortemente as enchentes na terrinha.

Indagado a respeito, o outro candidato (que seria eleito), do alto do seu favoritismo afirmou categoricamente:

- A solução para as cheias de Itajubá está nas mão de Deus. E ponto final.

O candidato adversário, com quem polarizava o debate, de posse da palavra, concluiu:

- Pela primeira vez em toda a campanha sou levado a concordar com o meu respeitado adversário. Só mesmo Deus. Mas o nosso PAI também age, não impedindo chuvas torrenciais, mas providenciando homens para tomarem as medidas tecnicamente terrenas necessárias. Creio que é assim que funciona. Fé, orações e obras.

Sobre barragens, prometidas sempre que nuvens cobrem o sol, providencias nenhumas foram tomadas.

Oremos.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: