segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

MOMENTO DE PREOCUPAÇÃO E PREJUÍZO


O avanço do coronavírus durante o fim de semana em países como Coreia do Sul ou Itália, com a ameaça à economia que implica, provocou hoje (segunda-feira) uma queda inédita no mercado de ações desde o referendo de saída do Reino Unido da União Europeia. 

Na Espanha, o Ibex registrou queda de 4,07%, a maior desde os históricos 12,35% em junho de 2016. 

Pior foi na Itália, onde a Bolsa de Milão perdeu 5,43%, enquanto Londres, Paris e Frankfurt caíram entre 3% e 4% ―o mercado brasileiro não abriu, por conta do Carnaval. 

O medo do impacto do vírus na economia mundial também fez despencar a cotação do petróleo em quase 5%, até 55,6 dólares (cerca de 244 reais) o barril, enquanto o ouro, valor de refúgio por excelência, subiu mais de 1,5%.

Nos Estados Unidos, o índice que replica o Ibovespa em dólares caiu 5%. Os recibos de ações da Petrobras negociadas na Bolsa de Nova York despencaram 6,7%. Os da Vale, 7,5%. Juntas, elas perderam quase US$ 11 bilhões (R$ 48,33 bilhões) em valor de mercado.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: