quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

MELHOR QUE SER SURDO


O Presidente é grosseiro. Não é de hoje. É de sempre. Sem classe e sem respostas, agride. Mas sinceramente, talvez seja mais interessante, mesmo sendo deseducado em suas respostas, que se manter distante do contato público e virar as costas quando questionado.

Ele é o Bolsonaro e todos sabem. Melhor não lhe dirigir nenhuma pergunta.

Sinceramente ? continuo preferindo a sua rude e áspera franqueza do que a gentileza estranha do Sarney e Temer.

Sobre as estultícies da Dilma e as mentiras do Lula, melhor não comentar. Seria se chatear de novo.

Agora, o que tem de repórteres e jornalistas mal intencionados nos questionamentos é uma grandeza.

Estamos lascados em termos de relacionamento.

Viver é Perigoso

4 comentários:

Anônimo disse...

Zé jornalistas sempre foram assim. Faz parte do jogo. Não podemos esquecer as contribuições enormes da imprensa à democracia. Para lembrar: quem trouxe a tona o mensalão? Ou ajudou no impeachment da Dilma? Mas a mídia vive de manchetes. O que na minha modesta opinião não pode é atacar a profissional com essa baixeza e não a denúncia ou a falta de provas como nesse último episódio. Somos um povo educado e nosso representante maior não pode se comportar desse jeito. Definitivamente. Além do que a cada declaração dele, familiares e ministros atrapalham a recuperação da situação caótica que vivemos. E esta´propiciando a preponderância dos deputados e senadores como condutores da política. Chamado de parlamentarismo branco. Se os eleitores captarem adeus reeleição. E aí? Abs. observador de cena

Edson Riera disse...

Observador de cena

Faz todo o sentido.

Paciência.

Abraço

Zelador

Anônimo disse...

O homi contamina todo mundo. O general baixinho tá sendo chamado de Bolsonaro que estudou na Aman. O Guedes de Bolsonaro que estudou em Chicago.

Anônimo disse...

Votamos nele para isso mesmo! General ta certo e fodam-se mesmo, cretinos imprensa nojenta, aqui não violão