sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

AGORA AGUENTA !


Por inexperiência não foi. Afinal ele é assessorado diretamente pelo seu experiente (e põe experiente nisso) Sr. Bilac Pinto.

Deu no "novos inconfidentes" e não deixa de ter muito sentido. Agora e deixar passar o carnaval e tentar ajeitar a carga.

Se um governo notoriamente falido como o de Minas Gerais pode dar reajustes de 41% para todos os seus servidores na segurança pública, por que os policiais de outros estados não podem ter o mesmo tratamento de seus governadores? 

O mau exemplo mineiro, como previmos, está fazendo escola no país. Movimentos salariais vêm agitando a segurança pública em quase uma dezena de estados.

O super-aumento de Zema pode não ter causado as mobilizações policiais no resto do país, mas com certeza deram um enorme estímulo a elas. É uma questão de precedente. E de isonomia.

O governador mineiro escancarou a porteira dos reajustes nos salários dos policiais. Armou uma bomba fiscal que agora pode implodir o seu governo. 

Oremos.

Viver é Perigoso

5 comentários:

ANSELMO disse...

Zelador,
Imagino que MG vai entrar no regime de recuperacao fiscal, que proibe aumentos pro funcionalismo.
Daí - antes entrar - dão aumento escalonado e programado pra todo mundo.
É aquele velho "alguma coisa tem que mudar para deixar tudo como esta".
O Leopardo mais atual que nunca.

Edson Riera disse...

Anselmo,

Estamos lascados.

Abraço

Zelador

Anônimo disse...

Votamos no Zema mas não demos sustentação política na AL. O Novo só tem 3 deputados.Teve que se cercar de PSDB, Mdb, Dem. Acham que os velhos coronéis da política mineira querem que ele acerte? Para dar aumento a tropa Zema usou como desculpa as distorções que o Pimentel causou ao dar aumento aos outros setores, educação por exemplo sem contentar os policiais. Levou uma rasteira na votação. Agora o estrago tá feito.Federalizou o assunto. Inexperiência. Lascados é pouco.observador de Cena

Edson Riera disse...

Observador de Cena

O Zema está cercado de "cobras criadas".

Penso que ele deixará o NOVO e cairá nos braços do DEM.

Zelador

Anônimo disse...

A politica é feita com companheiros, turma, cambada, os chegados, sozinho se ferra.