terça-feira, 28 de janeiro de 2020

NEGÓCIO DA CHINA



Publicado o Contrato de Rateio - Exercício 2020 - que entre si celebram o CISMASAS - Consórcio Intermunicipal dos Municípios da Microrregião do Alto Sapucaí.

Trata-se de acerto para cuidar do aterro sanitário, na cidade de Itajubá, que recebe o lixo dos municípios vizinhos. Uma conquista da atual Administração que contou com o decisivo apoio do deputado de Santa Rita de Sapucaí, Bilac Pinto.

Como dizem na Boa Vista, é claro, fica uma impressão que "passaram a manta em Itajubá.

A cidade recebe toneladas de lixo e ainda lidera, em valores, o valor para manutenção do consórcio.

I.Município de Brasópolis – R$ 66.383,98 (sessenta e seis mil, trezentos e oitenta e três reais e noventa e oito centavos);

II.Município de Cachoeira de Minas – R$ 62.744,62 (sessenta e dois mil, setecentos e quarenta e quatro reais e sessenta e dois centavos);

III.Município de Cristina – R$ 58.611,41 (cinquenta e oito mil, seiscentos e onze reais e quarenta e um centavos); 

IV.Município de Delfim Moreira – R$ 55.178,07 (cinquenta e cinco mil, cento e setenta e oito reais e sete centavos); 

V.Município de Itajubá – R$ 250.910,78 (duzentos e cinquenta mil, novecentos e dez reais e setenta e oito centavos); 

VI.Município de Maria da Fé – R$ 66.670,68 (sessenta e seis mil, seiscentos e setenta reais e sessenta e oito centavos); 

VII.Município de Marmelópolis – R$ 47.131,39 (quarenta e sete mil, cento e trinta e um reais e trinta e nove centavos); 

VIII.Município de Piranguinho – R$ 57.878,10 (cinquenta e sete mil, oitocentos e setenta e oito reais e dez centavos); 

IX.Município de Piranguçu – R$ 51.972,43 (cinquenta e um mil, novecentos e setenta e dois reais e quarenta e três centavos); 

X.Município de Santa Rita do Sapucaí – R$ 124.866,70 (cento e vinte e quatro mil, oitocentos e sessenta e seis reais e setenta centavos); 

XI.Município de São José do Alegre – R$ 50.270,25 (cinquenta mil, duzentos e setenta reais e vinte e cinco centavos); 

XII.Município de Wenceslau Braz – R$ 46.932,52 (quarenta e seis mil, novecentos e trinta e dois reais e cinquenta e dois centavos);

O prazo de vigência deste contrato é de 12 (doze) meses, iniciando-se em 01/01/2020 e com término em 31/12/2020.

Blog: A única justificativa viável para o município centralizar o recebimento da coleta de lixo da região seria a sua utilização na geração de energia. Mas isso é uma outra história.

Viver é Perigoso

5 comentários:

Anônimo disse...

Este tema vira e mexe, volta ao Blog.
Confesso que sou bem desinformado.
Minha dúvida é a seguinte: O aterro sanitário foi construído com dinheiro exclusivo do município de Itajubá?

Se sim, concordo com o "passaram a manta". Pois não pagaram nada e estão usando a preço de banana.

Se não, ou seja, se houve dinheiro do Estado (ou mesmo da União) nada mais natural que receber o lixo das cidades vizinhas.

Anônimo disse...

Pelo que me lembro por exemplo a desapropriação da área foi feita pela prefeitura na época do Seu Dito. Licenciamento e preparação da área também por conta da terrinha. Eram só 6 municípios originais Itajubá, Piranguçu,Delfim, Wenceslau, Piranguinho e S. J. do Alegre. O interessante é: os que vieram depois não pagaram nada pelo já investido! E como você entrar num condomínio, passa a usufruir dele e só paga a partir da sua entrada. Incrível né? Esse levantamento publicado comprova. O problema já falado por vereadores é que com a entrada desses novos o tempo de vida caiu muito de 2028 para 2022 Ganha um doce quem disser quem vai pagar a conta se tiver que fazer um novo.Lixeiro Inconformado

Anônimo disse...

Teve uma passagem de manta entao.
Nao foi um MANTA, mas teve.
Obrigado

Anônimo disse...

Gostei do trocadilho. Existe uma manta física no local. Reveste o aterro. Essa outra vai passar para a posteridade.

Anônimo disse...

Tranqulo! Vamos ser do bem e ajudar as cidades vizinhas, enquato cidade, pois logo deve acabar e vão ser um distrito.