sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

LEGALIZAÇÃO A CORRUPÇÃO


Sobre a discutida auditoria no BNDES, seu elevado custo e o resultado não esperado, muito foi dito e escrito durante a semana.

Assustadora, porém não surpreendente, a declaração feita pelo presidente do Banco, Gustavo Montezano, sobre a questão. Triste e sem deixar margem para divagações.

- Não houve nada de ilegal. O próprio País "legalizou" um esquema de corrupção que teria resultado entre outros malfeitos, no uso indevido dos recursos financiados pelo banco. O Brasil (a gente) construiu leis, normas, aparatos legais e jurídicos que tornaram legal esse esquema de corrupção.

Nós aqui, pensando alto:

Há duas maneiras de roubar o dinheiro público:

- Dentro da lei 

- Fora da lei.

Quando dentro da lei existe maior certeza de impunidade. Mas mesmo fora da lei, a sociedade não conta com nenhuma garantia sobre a punição daqueles que se dedicam à pilhagem do erário, conforme estamos assistindo diariamente.

Saudade do Al Capone filosofando em Chicago (ou já seria em Alcatraz?) 

“Não entendo quem escolhe o caminho do crime, quando há tantas maneiras legais de ser desonesto”

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: