quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

CARLITO MAIA


Tirei ontem á noite para reler o livro "Carlito Maia - A irreverência Equilibrista", do jornalista Erazê Marinho. Ganhei e li em 2003. Como dizem na Boa Vista, é claro, reli de uma socada só. 

Como todos sabem, Carlos Maia de Souza, simplesmente Carlito Maia, nasceu em Lavras em 1924. Tomou o barco em São Paulo em 2002.

Aprecio ler tudo o que o Carlito Maia escreveu. Um frasista criativo no limite e gozador de primeira.

Nada com isso, mas o Carlito é um dos fundadores do PT, sem nunca ter sido filiado ao partido. Rebelde, contestador, publicitário e bon vivant. Foi internado 18 vezes por causa da bebida. A primeira com 28 anos de idade.

É de sua autoria os slogans "Lula-lá", "OPTei". 

Uma das histórias reais:

Ele tinha o hábito de mandar um buquê de flores para quem gostava.

E mandou um buquê com um bilhetinho para as organizadoras de um encontro feminista. A atriz Rute Escobar foi quem recebeu as flores e elogiou o Carlito no microfone enquanto abria o bilhetinho dele, que só tinha uma frase que a deixou espumando de raiva. 

Mostrando falta de humor, ficou injuriada com a seguinte frase de Carlito Maia: “A mulher é descendente da macaca”.

Frases do Carlito:

O PT é composto por seres humanos, com todos os defeitos e virtudes: xiitas e xaatos, xiiques e xuucros, xaaropes e xeeretas.

A verdade deve ter escravos e não donos. 

Quando a esquerda começa a contar dinheiro, converte-se em direita. 

Faço até o que não gosto, mas o que eu não quero eu não faço. 

Nós não precisamos de muita coisa. Só precisamos uns dos outros. 

Brasil ? Fraude explica

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: