quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

ACAJU


Deu hoje no Blog aleivosiascomlimão

Agora no supermercado, me peguei lendo uma caixa de tintura pra cabelos masculinos.
Mal sinal.
Futuro negro ou acaju.

Nunca passei por esse dilema, por razões óbvias, é claro.

Exceto, por aqueles que vivem da imagem, como artistas e apresentadores de cinema/tv, nunca entendi o que leva vetustos senhores a tingir os cachos. Sei lá, mas cada um na sua.

Mas já observei que a cor favorita dos cidadãos itajubenses já entrados nos anos, é a famosa "cor de burro quando foge". Continua em primeiro lugar nas paradas.

Aliás, somente outro dia encontrei uma explicação aceitável para o nome da "cor de burro quando foge".

Segunda consta trata-se do uso equivocado da antiga expressão coloquial " corro de burro quando foge” registrada pelo gramático Antônio de Castro Lopes.

Registre-se que o gramático carioca Antonio de Castro Lopes era o inimigo numero 1 das palavras estrangeiras. Foi ele quem inventou a palavra ‘cardápio’ para substituir ‘menu’. Era era um inconformado com palavras importadas.

Ele nasceu em 1827 e tomou o barco em 1901. 

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: