domingo, 3 de novembro de 2019

ORADOR DE VELÓRIO


Um bom discurso de luto pode ter um caráter religioso, mas precisa ser discreto. Colocar-se no lugar dos parentes que acabaram de perder um ente querido é fundamental. O único pecado mortal da profissão é trocar o nome do falecido. 

O cemitério Memorial Parque da Cerejeiras, na zona sul de São Paulo, está trabalhando na formação de funcionários capazes de preparar esses discursos. Com uma tradição sólida em países como os Estados Unidos, a função de cerimonialista fúnebre ainda dá os seus primeiros passos no Brasil. Trata-se, claro, do profissional responsável por ler (e escrever) breves palavras sobre a vida de quem está partindo. Deu hoje no jornal.

No mercado, um orador fúnebre pode cobrar cachês que vão de R$ 150 a R$ 500. 

Faz-me lembrar de um conhecido político da terrinha. Tinha por gosto acompanhar todos os sepultamentos que aconteciam na cidade. Quando da hora de despedida no cemitério, não escapava; o nosso herói se aproximava, com uma mão esquerda sobre o caixão, a direita no peito e os olhos semi-cerrados, proferia um curto e emotivo discurso sobre a vida do falecido, segundo pesquisas feitas por um assessor. Foi ficando chato.

Numa tarde chuvosa, no sepultamento de um chefe de uma família correta, brava e de poucas palavras, da Boa Vista, é claro, um dos filhos do falecido, o primogênito, aproximou-se do sempre presente orador e cochichou no seu ouvido: 
- se você abrir o bico e disser uma palavra eu quebro a sua cara aqui mesmo. O político orador escapou de fininho e praticamente encerrou  a sua carreira, pois a conversa correu para as ruas.

É a vida...

Viver é Perigoso   

IDEOLOGIA SOBRE AS ONDAS


Deu na imprensa hoje que o Senador tucano, desde criancinha, Antonio Anastasia vai trocar o psdb pelo psd, do político sobrevivente paulista, Gilberto Kassab.

Como o competente e capaz Anastasia é reconhecidamente ligado ao deputado Aécio Neves, comenta-se que o mesmo, atacado dentro do partido pelo Dória e seus aliados, deva seguir o mesmo caminho.

No psd encontra-se o senador mineiro Carlos Viana, político que encaminhou a emenda destinando R$ 55 milhões para o término (ou avanço) da construção do aeroporto de Itajubá.

Também aguarda filiação no psd o pré-candidato à prefeitura municipal, Dr. Bob, que tem o apoio declarado do senador Viana. 

O que nós temos com isso ? Muito. Como as definições políticas na cidade acontencem em gabinetes de Belo Horizonte e às vezes até em Brasília, é só aguardar.

Acabaremos por ter uma dobradinha Dr. Bob / Christian ou Christian/Dr. Bob, encabeçando aquele que estiver melhor nas pesquisas. 
Isso explica a batalha para aparecer na internet com os tradicionais "sorrisinhos simpáticos". 

O que nos interessa, entre outros:
A posição do Christian sobre Pronto-Socorro da Santa Casa, aterro da várzea do Ribeirão Piranguçu e equipe da administração, todos já imaginam. É um moço leal.
Gostaríamos de conhecer a posição do Dr. Bob sobre os mesmos temas. O cenário ficaria mais claro.  

Viver é Perigoso 

INFIEL


"Vai ficar pouca gente. Nome não vou falar para especular. Vai sair três ou quatro nomes amanhã. Para amanhã vai ser difícil, mas vamos tentar. Vai ter mudanças drásticas".

Declarou o presidente do Corinthians, Andrés Sanches, após a fragorosa derrota para o Flamengo e a demissão do técnico Carille.

Blog: Simples. Para começar que tal ele, Sr. Sanches renunciar ao cargo e dedicar o seu tempo para explicar a construção do Itaquerão, as dívidas impagáveis com a CEF e a Odebrecht.

Viver é Perigoso

O GLOBO COM RAZÃO


Penso que a esquerda, a direita e o centro, de uma forma ou outra estão embirrados com a TV Globo, mais precisamente, com o noticiário dirigido e as posições emitidas pelos seus comentaristas. Eu faço parte, há séculos, dos embirrados.

Na  TV Globo assisti hoje (sem som) a corrida de Fórmula 1 (Hamilton campeão para variar) e ao ouvir foguetes (e foram tantos) mais um show do Flamengo goleando um paulista.

No jornal O Globo, li com atenção e total concordância o Editorial " Grave retrocesso que pode ser evitado". De forma clara, tranquila e forte, o jornal O Globo, trata da reunião da próxima quinta-feira do STF, quando será decidida a votação sobre a execução da pena após a condenação em segunda instância. Presume-se um empate de 5x5, ficando a decisão com o Sr. Toffoli. Segundo o jornal, o Sr. Toffoli já votou pela prisão em segunda instância, mudou de posição e tentaria uma solução "neia sola", nos termos do Sr. Marco Aurélio de Mello.

Continuando, a prisão em segunda instância não é uma jabuticaba jurídica, algo dos trópicos. Existe na maioria dos países, em especial naqueles em que o processo democrático está mais avançado. Exemplos de Canadá, Estados Unidos, Alemanha, França, Inglaterra, Portugal, Espanha e Argentina, entre outros. Em certos países, a depender do crime, a pena de prisão passa a ser cumprida logo na primeira instância.

Em tempo, a prisão em segunda instância, uma jurisprudência que vigorou de 1941 ate 2009, sem problemas.

O tema da segunda instância não tem nada a ver com a maioria dos brasileiros, os pobres. Estes não constituem advogados. A segunda instância interessa de perto a apenas 4.895 presos, entre eles condenados por roubo do dinheiro público etc. Têm enorme poder de influência.

E tem mais, no STF por exemplo, em 25.707 recursos extraordinários, apenas em 1, 12% deles houve decisão favorável aos réus e só em 0,035% ocorreu absolvição. Portanto, não se confirma que a prisão em instâncias inferiores resulta num massivo desrespeito a direitos.

O julgamento de quinta-feira dá chance ao STF de ser sensato e não permitir recuos que danifiquem a confiança que a sociedade voltou a ter nas instituições com o enfrentamento da alta corrupção. Sem ferir a Constituição.

Blog: Discordamos da colocação "confiança que a sociedade voltou a ter nas instituições". O alento do combate à corrupção veio tão somente através da ação dos Juízes Moro, Bretas e outros heróis. Penso que a sociedade, em sua grande maioria, não tem confiança nos grandes tribunais.     

Viver é Perigoso

PORQUE HOJE É DOMINGO



Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Eclesiaste 3:1

Viver é Perigoso

PLIM PLIM


Viver é Perigoso