quarta-feira, 9 de outubro de 2019

SOB A LUZ DE VELAS


"Em tempos de engano universal, dizer a verdade é um ato revolucionário"

George Orwell

Viver é Perigoso

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Marilyn Monroe
Viver é Perigoso

O QUE ESTÃO ESPERANDO ?


O que os Senhores Vereadores estão esperando para acontecer a apresentação de um Projeto Lei dando o nome de Avenida Dr. Rosemburgo Romano ao chamado Sambódromo e oficialmente Av. dos Ferroviários ? Por unanimidade, é claro.

Foi o Dr. Rosemburgo o idealizador da importante via, que por sinal, liga a Boa Vista ao Morro Chic, os dois bairros onde viveu com sua família, o criador da Faculdade de Medicina de Itajubá e do Hospital de Itajubá. Prefeito do município por dois mandatos e Deputado Federal.

Como transitam pela  região, em decorrência da proximidade com o terminal rodoviário e o próprio Hospital Municipal, é importante que fique registrado para os visitantes em circulação, o nome do grande desenvolvimentista e benfeitor.

Nenhum desrespeito aos antigos ferroviários da Rede Mineira Viação, uma vez que quase todos e os seus familiares foram objetos da atenção do Dr. Rosemburgo.

É pouco, mas é um registro de reconhecimento.

Viver é Perigoso    

ULYSSES NA OPOSIÇÃO


Depois de longos anos na situação, o deputado petista itajubense, Ulysses Gomes, ocupando a posição de líder da minoria na Assembleia Mineira, acompanhado de companheiros, protocolou  ontem, três representações contra o governador Zema.

1 - Possíveis irregularidades na cessão do Palácio das Mangabeiras para a realização da CasaCor 

2 -  Nomeação de Rodrigo Paiva para a presidência da Prodemge 

3 - Contratação, sem licitação, da empresa Rothschild & Co. Brasil para prestar assessoria financeira ao governo, a um custo de R$ 11,4 milhões, durante 24 meses.

Líder da minoria na ALMG, Ulysses Gomes (PT) criticou os lucros obtidos com a realização da CasaCor no Palácio. “Após dois dias de cessão do palácio para a Codemge, esta transfere por 42 meses a concessão do palácio, sem pagamento de aluguel, para a empresa CasaCor administrar e fazer celebrações. No primeiro evento que fez, a previsão era de 70 mil pessoas, com tíquetes vendidos a R$ 60. Só de entrada foram mais de R$ 4 milhões, fora as vendas internas. Ou seja, assusta a todos o privilégio que essa empresa tem”, afirmou.

No caso da presidência da Prodemge, o deputado diz que Rodrigo Paiva não deveria ter assumido o cargo, por ter sido candidato ao Senado em 2018. 

Já com relação ao acordo entre o governo e a Rothschild, firmado por meio da Codemge, o petista disse que o contrato social da estatal não prevê a possibilidade de se assinar um termo dessa natureza. “Quem está interessado em vender seu patrimônio e deve, talvez, contratar um estudo é o Estado, e não uma estatal vinculada”, afirmou.

Em tempo, o governo já deu respostas aos questionamentos.

Concluindo: Vida de opositor não é "bolinho". Mas o nosso conterrâneo cumpre o seu papel. Anda faltando se manifestar, mais incisivamente, sobre a política da cidade e as perspectivas do seu partido para as eleições municipais do ano que vem.

Viver é Perigoso

POLUIÇÃO


Viver é Perigoso