quinta-feira, 29 de agosto de 2019

NAPO DE HOSPÍCIO


Gilmar Mendes:

 “A ‘República de Curitiba’ nada tem de republicana, era uma ditadura completa. Assumiram papel de imperadores absolutos. Gente com uma mente muito obscura. Que gente ordinária, se achavam soberanos”, disse o ministro, em crítica à Lava Jato. “Os procuradores são corruptos, gente sem nenhuma maturidade. Corrupta na expressão do termo. Não é só vender função por dinheiro. Violaram o Código Processo Penal”


Pois é.

Sponholz

Viver é Perigoso

O CASO DA SANTA CASA - 1951


Um grande amigo e companheiro da nossa Escola, Thomas Wood, teve a gentileza de enviar uma publicação de 1951, referente a  Santa Casa de Misericórdia de Itajubá, que está sob ataque já há alguns anos.

Obviamente que não se pode comparar os perfis dos personagens de outrora com os de hoje. 

O Prefeito de Itajubá na época era o Dr. Vicente Vilella Viana e o presidente da Câmara Municipal, o Sr. Joaquim Faria. Lei Municipal proposta pelo Executivo e aprovada pela Câmara Municipal provou uma forte reação dos Administradores da Santa Casa, que tinham à frente o Dr. Wenceslau Braz. 

Reproduzimos um pequeno trecho para ilustrar a situação, mantendo  "português" da época.

"Não podemos crer que a Prefeitura e a Câmara Municipal tenham o malévolo pensamento de crear dificuldades a Santa Casa que presta, há quasi meio século, grandes serviços a pobresa de nossa Terra e não podemos crer, porque seria admitir que eles se deixariam levar por um critério mesquinho que diminuiria Itajubá aos olhos de todos os homens de bons sentimentos.
Por isso queremos crer que atenderão às razões expostas e não exijam medidas descabidas e imponham sacrifícios que viriam embaraçar, ainda mais, a situação financeira da Santa Casa, já sobrecarregada com o peso de suas onerosas atribuições...
Pelo exposto, a Mesa Administrativa da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá, pela unanimidade de seus membros, resolve lavrar seu protesto contra a situação a que ser forçar esta instituição de benemerência, deliberando, também, não tomar conhecimento da nº 110, por considerá-la inconstitucional e altamente lesiva ao equilíbrio financeiro da Santa Casa."

Wenceslau Braz Pereira Gomes - Provedor
Luiz Pereira de Toledo - 1º Vice-Provedor
Jayme Wood - 2º Vice-Provedor
Jarbas Guimarães - Administrador
Rvma. Irmã Maria Desiree - Vice-Administrador
Antonio Rennó Pereira - 1º Secretário
Iro Machado - 2º Secretário

Observação: Por algumas vezes tive a honra de ser recebido em sua residência pelo Dr. Vicente Vilela Vianna para ouvir um pouco sobre a história de Itajubá. Numa das conversas, o Dr. Vilela deixou a entender que não teve o apoio do Dr. Wenceslau e seu grupo político nas eleições. Sem detalhes, mas os dois líderes, Wenceslau e Vicente Vilela, na ocasião, não falavam a mesma língua.

É a vida...

Viver é Perigoso