domingo, 30 de junho de 2019

RINDO, COM CERTEZA, DE NÓS !

Inauguração do Porto de Mariel - Dilma, Raul Castro e Odebrecht
Só lembrando, nesses tempos de IntercePT. 

O Porto de Marial, em Cuba, chamado pelos cubanos de a "nova joia do Caribe" foi construído pela Odebrecht com dinheiro brasileiro do BNDES, liberado pelos governos petistas.

A farra envolveu um "financiamento", que com certeza jamais será pago, de US$ 692 milhões, mais ou menos uns R$ 3 bilhões.

De quebra, tendo como Ministro o Sr. Fernando Pimentel (sim, ele mesmo), o governo brasileiro doou (recursos a fundo perdido) ao governo de Cuba, a módica quantia de R$ 240 milhões.

A Operação Lava-Jato mostrou que parte dessa impressionante quantia, através da Odebrecht, voltou para "mãos grandes brasileiras".

Entenda-se lá as razões para a esquerda órfã brasileira, composta de políticos sem projetos públicos, jornalistas teóricos. artistas diversos, grandes bancas de advogados e ministros de altas cortes, se mostram indignados com gravações ilícitas, de conversas duras de defensores da lei.

Apenas, entende-se perfeitamente, a "indignação" das grandes bancas de advogados que nadam de braçada nesse mar de lama.

E aí ?

Viver é Perigoso      

DESERTO


Não perco um escrito da Eliana Chaves. Hoje li uma postagem sobre o seu amor ao deserto. Um lugar de passagem. Muito para se pensar e sonhar. Uma travessia.

Conheci o deserto ainda menino, na Boa Vista, é claro. E foi pela leitura bíblica. A travessia do povo de Deus e a tentação de Cristo. Ainda não consegui admirar e nem amar o deserto.

Já maior, conheci e chegou para povoar meus sonhos (ou seriam pesadelos) o assustador deserto da Namíbia/Costa de Esqueleto.  Naqueles tempos (a independência da Namíbia se deu em 1990), para mim era o tenebroso deserto da costa da Africa do Sul. 

Considerado o deserto mais antigo do mundo, com mais de 55 milhões de anos. Lugar onde a temperatura varia de 60ºc durante o dia, para - 30ºc durante a noite. 

"Namib" - vasto, desolado. Área onde ali não existe mais nada.

A imagem do navio cargueiro alemão "Eduardo Bohlen", naufragado na Costa do Esqueleto no dia 5/9/1909 e atolado até hoje à meio quilômetro da costa é amedrontadora.

Não consigo imaginar um oásis no deserto da Costa da Namíbia. Mas, que deve existir, como em todos os desertos, deve.

Viver é Perigoso    

INTERCE-PT


Viver é Perigoso