terça-feira, 11 de junho de 2019

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

CHEGA DE SAUDADE


João Gilberto - 88 anos e a neta Sofia.

Viver é Perigoso

FALOU E DISSE


"...Na prática do dia a dia, que juiz não troca informações, mensagens e dúvidas com um lado, ou outro ou ambos ? E, cá para nós, nem chega a ser surpresa o  trabalho e o esforço conjunto de Moro, procuradores, delegados e agentes da Receita Federal para chegar a um resultado espetacular: a maior e mais bem sucedida operação de combate à corrupção de que se tem notícia.

No próprio documentário "o mecanismo", dirigido por José Padilha e baseado no livro Lava Jato, do jornalista Vladimir Neto, essa relação já é retratada. Todo mundo sabia. Agora todo mundo finge que não e está chocado ? E as idas de ministros do Supremo a palácios presidenciais, cervejadas de advogados com procurador-geral da República, visitas de "improviso" de advogados de Lula ao ministro da justiça ? Sem falar na intensa troca de mensagens de todos com todos.

Para conferir ainda mais complexidade à história, há o ataque de hackers. É óbvio que a ação não foi isolada e aleatória. Foi, sim, uma ação orquestrada, concentrada nos principais atores da Lava-Jato..."

Eliane Cantanhêde

O Estado de São Paulo

Viver é Perigoso


A SAGA DOS RIERA


O Sr. João Martinez Ripol casado com a Sra. Francisca Martinez Riera, nascidos em Barcelona, na Catalunha, vieram para o Brasil em 1895.
Vieram com os filhos Jayme e Josepha. O filho Mariano já havia tomado o barco para a viagem definitiva na Espanha.
Ainda no navio, durante a travessia do Atlântico, nasceu Elvira.
No Brasil, nasceram Francisca, José e Loreto. 
Jayme, o filho mais velho, chegou com nove anos e a família fez de tudo um pouco no caminho para o Sul de Minas.
Saíram pela região construindo casarões e igrejas. 
Na histórica fotografia, conseguida pela prima Sandra Silva:
Em pé e no centro, o Bisavô João Martinez Ripol.
No centro, sentada, a Bisavó Francisca Riera. 
Em pé à direita, olhando para a fotografia, o Vô Jayme Martins Riera (nascido na Catalunha em 1886)
Sentada na sua frente, a Vó Térça Tredicci Riera (nascida em Manciano-Itália em 1891)
Em pé à esquerda, olhando para a fotografia, o Senhor Antonio Tenório, casado com a Tia Josepha.
Tia Josepha está sentada com o seu filho bebê, Benedito.
O menino José, está de pé ao lado do Vô Jayme.
O menino de boina é o Tio Loreto.
A menina de pé ao lado da Vó Francisca é a Tia Francisca.
A mocinha de pé na extrema esquerda, olhando para a fotografia, é a Tia Elvira.
A família Riera chegou em Itajubá no início dos anos 30, depois de passar também por Cachoeira de Minas, Pouso Alegre, Carmo de Minas (Silvestre Ferraz).
De pedreiros/construtores, para padeiros, por influência da Vó Terça, italiana.

Viver é Perigoso

E AÍ ?

Viver é Perigoso