quinta-feira, 30 de maio de 2019

MOÇA BONITA


Viver é Perigoso

CAVEIRA DE BURRO


No jornal IN da semana passada o Senhor Prefeito Municipal afirmou ser fake a notícia corrente na internet sobre a possibilidade da saída da Mahle da cidade de Itajubá.

É fato público que a maior empresa da cidade se preocupa e muito com a paixão aterradora do Prefeito pela Várzea do Ribeirão Piranguçu.

A empresa está na cidade desde quando era Cofap e continuará.

O Prefeito tem mais um ano e meio de governo e depois ninguém, além dele, sabe se continuará militando na política ou não.

O que poderia acontecer, na visão dos pessimistas ou realistas, seria uma suspensão, por parte da empresa, de eventuais projetos de expansão, não avanço na modernização de linhas e discreta transferência de produção de alguns componentes para unidades menos sujeitas a chuvas, trovoadas e consequentes enchentes. Custando algumas centenas de empregos e nada mais. Coisa de pequena monta na visão dos otimistas.

Já o jornal "O Sul de Minas" desta semana, mata a cobra e mostra o pau. Está lá publicada, tecnicamente, inclusive com fotografias a posição contrária da empresa em relação a reforma do Plano Diretor proposto pelo Executivo Municipal. 

Chama também a atenção dos leitores o Editorial do "O Sul de Minas" : A obscura, nebulosa e estranha  venda do prédio da Alteco na entrada do Distrito Industrial. 

A propriedade, passando na ocasião por desacertos na questão de preço de venda, sofreu  por uns dias uma desapropriação oficial pela Prefeitura (publicada na imprensa), Tal ato foi suspenso, inexplicavelmente, dias após. 

As dificuldades negociais foram superadas e a venda para empresários locais concretizada. 

Nada mais, nada menos, o episódio se tornou em mais uma caveira de burro enterrada na terrinha.O tempo dirá.

Em tempo: Placa indica a instalação de mais um supermercado atacadista na ex-Alteco no futuro Distrito Comercial. O ABC já ocupa o que foi a Núcleo Tecnologia e parte da Higident. 

Viver é Perigoso

CONFIRMANDO: CENTRÃO SIM !



Definição no Google

Na política do Brasil, Centrão refere-se a um conjunto de partidos políticos que não possuem uma orientação ideológica específica e tem como objetivo assegurar uma proximidade ao poder executivo de modo que este lhes garanta vantagens e lhes permita distribuir privilégios por meio de redes clientelistas.

Viver é Perigoso

ARGENTINO PAPA

Viver é Perigoso

VALÔNIA


Samba do Criolo Doido -

A Valônia é uma das três regiões e uma das entidades federadas da Bélgica, situada no sul do país e tem como línguas oficiais o francês e o alemão. Tem como capital a cidade de Namur e Liege, como centro econômico.

Já a Expresso Valônia, empresa que explora há séculos o serviço de transporte de passageiros no município, com o próximo término do contrato de concessão, busca a sua prorrogação. E tudo indica, que com o definitivo aval da Administração Municipal, conseguirá. Claro, prometendo uma modernizaçãozinha aqui e outra melhora ali.

Serviço público sob o guarda-chuva de contratos longos costuma gerar acomodações de duas das três partes envolvidas. A Concessionária e a Administração. À principal parte envolvida cabe, quase sempre, chorar pitangas.

Licitações são obrigatárias (prorrogações também são protegidas) e necessárias, e não descartam a participação da atual exploradora dos serviços. Dificilmente acontecerão.

A Administração Municipal com seus eventos políticos/sociais não dá trégua para a empresa de transporte de passageiros contratada. E quase tudo no bico... Deve acontecer uma pedição (requisição) constante de ônibus para levar passageiros para festas, encontros e passeios no parque. 
Lógico, que sabendo e esperando os pedidos, um delta garantindo o custo extra deve fazer parte do contrato.

Além do mais, cria-se um elo de favores que, de certo modo, influencia o relacionamento.

Mas, a Valônia belga tem com os BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) um programa interessante com a indicação de jovens recém-formados para trabalho voluntário nesses países. Os voluntários ficam por três meses, bancados integralmente pelo governo de Valônia.

Viver é Perigoso 

UMA BURRAGEM


Como dizem na Boa Vista, é claro, essa história de pacto entre o legislativo (senado + câmara), o judiciário (STF) e o Executivo (Bolsonaro), com certeza, visando atenuar a imagem que o povo tem hoje sobre esses poderes é de uma burragem sem tamanho.

Tudo bem que se acertem e se programem os atuais destrambelhados Executivo e Legislativo (com raras exceções entre seus membros). Mas nem pensar sobre a participação do, mais desgastado ainda, Supremo Tribunal Federal, que deveria se concentrar sua atenção na Constituição

Estamos lascados.

Viver é Perigoso