domingo, 19 de maio de 2019

CANTINHO DA SALA


Alex Katz nasceu em 24 de julho de 1927, no Brooklyn - Nova York.

Tem obras exposta no Museu de Arte Moderna, Metropolitan e Museu Whitney em Nova York. No Smithsonian de Washington, no Instituto de Arte de Chicago, Museu de Arte de Cleveland, na Galeria Tate, em Londres, no Centro Georges Pompidou, em Paris, no Reina Sofia em Madrid, no Museu de Arte de Tóquio, na National Galerie de Berlin e no Museu Brandhorst, em Munique. Entre outros.

Viver é Perigoso

FENÔMENO


Indubitavelmente, trata-se do Rei do Saibro. Rafael Nadal emociona os espectadores com sua garra, determinação e técnica.

Derrubou hoje o frio e técnico Djokovic na final do Aberto de Roma com toda a propriedade.

Maravilha.

Viver é Perigoso

PORQUE HOJE É DOMINGO


"...Pouco depois de começar a pregar o evangelho, encontrei David DuPlessis. Ele era conhecido como "Sr. Pentecostes" por causa de suas apresentações de Espírito Santo aos líderes religiosos mundiais. Era um carismático antes de qualquer um saber o significado desse termo.

Eu estava andando pelo mesmo corredor que esse homem consagrado numa Conferência em Brockville, Ontário, quando tomei coragem para fazê-lo parar e lhe fiz uma pergunta. 

Nervosamente indaguei, - Dr. DuPlessis, como posso agradar realmente a Deus ?

O velho homem, que está agora com Jesus, parou, colocou no chão sua pasta, colocou o dedo no meu peito e me empurrou contra a parede. Eu certamente não esperava isso de um frágil pregador. 

Tudo o que disse foi, - "Não tente!" pegando depois sua maleta e continuando a andar.

Alcancei-o e disse, - Dr. Duplessis, não entendo.

Ele voltou-se calmamente para mim, declarando, - Jovem não é a sua capacidade, mas a capacidade Dele em você."

Naquele momento eu nem sabia o que orar, mas o Espírito começou a esclarecer a verdade dessas palavras para mim. 

Como posso agradar a Deus ? Entregando-me ! Não tentando sequer. Foi como o Sr. Pentecoste disse. O Espírito Santo fará a obra. Não é a minha força, mas a Dele.
Caso contrário, eu me gabaria dos meus próprios feitos. 

Benny Hinn - Livro "Bom Dia, Espírito Santo"

Viver é Perigoso

SÓ LOVE

Janja

Preso há mais de um ano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que está apaixonado e que vai se casar assim que sair da prisão.

A namorada de Lula é a socióloga Rosângela da Silva e é amiga do ex-presidente desde os tempos das caravanas da cidadania, há décadas. 

De acordo com seu perfil em uma rede social, Rosângela está há 16 anos anos na Itaipu Binacional. 

Janja, como Rosângela é chamada, vive em Curitiba, mas, é paulista. Os dois namoravam mesmo antes de Lula ser preso. Segundo informado, a namorada visita Lula com frequência e tem em torno de 40 anos.

É um direito de todo o mundo.

Viver é Perigoso

NOSSA ESCOLA



O Blog "Viver é Perigoso", que surpreendentemente, dentro em breve, completará 10 anos de existência, atuando de forma absolutamente amadora, sentiu-se honrado em receber a manifestação do Senhor Reitor da Universidade Federal de Itajubá, Professor Dagoberto Almeida.

Recordando, uma vez que os mais de 20.000 posts publicados no Blog e respectivos comentários continuam com livre e pronto acesso, marcou época o debate publico acontecido entre o amigo Reitor Renato Nunes e o chamado de "Zelador". Não ficaram sequelas. O respeito e a admiração aumentaram em muito. (aconteceu em 2010)

Não podemos fechar os olhos para a turbulência que sacode o País. Estamos chegando num limite inimaginável que chega a beirar a desesperança. Óbvio, que muito se deve aos desgovernos anteriores que transformou o Brasil em um caso de polícia.

As paixões, o acirramento de ódio, o uso inadequado e, muitas vezes desrespeitoso das chamadas "redes sociais" e o velho oportunismo político, a todos preocupam.

Em nossa cidade não acontece diferente. Há tempos impera a desarmonia. Vivemos na esperança do surgimento de um Tocador de Flauta de Hamelin que nos colocasse todos a segui-lo na rota do desenvolvimento equilibrado.

Quanto a preocupações com ideologias e etc, o Zelador, que foi filiado em priscas eras ao pmdb e ao psdb, há mais de 10 anos foi tomado de uma radical e justificada ojeriza por isso tudo. Total desinteresse pela política partidária brasileira. Com raríssimas exceções, um antro.

O Blog vive praticamente das leituras do Zelador, que pouco conversa e participa de encontros e reuniões. 

Em 11/9/2014, tanto porque achamos inoportuno e também pela razão de discordarmos frontalmente com o exposto, registramos: Reitores de 54 universidades federais do país se reuniram com a presidente Dilma Roussef para declarar apoio à sua reeleição. O Reitor Minoru Kimpara, da Universidade Federal do Acre, em nome da comitiva, declarou:


“Nós, reitores aqui presentes, eleitos democraticamente pela comunidade acadêmica, vimos por livre e espontânea vontade manifestar apoio à sua reeleição, por reconhecimento de tudo que o governo Lula fez e que a senhora está fazendo neste país”. Avaliamos  os avanços nos 12 anos de governo Lula e Dilma como incomparáveis. “Não há precedentes na história deste país o nível de inclusão que Vossa Excelência está fazendo. Não podemos correr risco algum. Acreditamos de fato que o Brasil está no rumo certo”.  

Qualquer cidadão razoavelmente informado discordaria de imediato do posicionamento dos Senhores Reitores naquela ocasião. Mas já foi e ponto.

Temos que enfrentar os difíceis tempos de travessia. Ora por árido deserto, ora por lamacentos pântanos. Presume-se que em conjunto, tratando-se de ideias e deixando pessoas em segundo plano tudo ficará mais ameno.

É certo: nada mais será como antes.

Recuerdos: Estive na nossa Escola de 1969 até o final de 1973. O famigerado AI-5 foi publicado 20 dias antes de eu ser aprovado no Vestibular. Vive os 5 anos mais duros da repressão no Prédio Histórico da Efei. Dentro do possível, discretamente e na calada da noite, participamos ativamente (no anonimato, é claro) do movimento pelo retorno da liberdade. Jamais para a instituição de uma ditadura de esquerda. Muitas divergências e uma enormidade de amizades sólidas que avançaram pelo tempo.

Viver é Perigoso

CARTA QUE RECEBI


Itajubá, 19 de maio de 2019

Prezado Edson Riera

Tenho acompanhado suas palavras e essa é a primeira vez que me manifesto. 

Não é verdade que na última eleição a reitoria da Unifei embarcou na campanha Dilma. É fato que o então vice reitor participou de manifestação na portaria da Unifei com vários outros militantes. Talvez essa seja a foto a que se refere. 

Quanto a foto acima ou mesmo a aquela com o Mourão, eu já expliquei em minha postagem. Conversarei com quem quer for se isso for positivo para a Unifei. Minhas visões pessoais não podem ser um entrave à atuação do meu cargo. E não é fácil.
Recebo pressões constantes em apoiar esse ou aquele. Acredito que já tenha ficado claro que tenho aversão, antes e agora, ao personalismo como conduta pessoal e ao extremismo político das facções que se engalfinham para manter suas idéias e visões. Tenho procurado ser relativamente discreto, com relativo sucesso. 

E assim foi em 2015 por conta da então redução que tivemos em nosso orçamento como demonstra a nota, embora ela fosse clara em explicar nossas dificuldades e nosso desagrado. Dessa vez, contido, além do ainda contingenciamento, mas possivelmente corte, ter sido maior houve algo novo para nós, o beligerante ataque à Universidade pública, algo que nunca vi. Fato esse permeado com a boçalidade interna e externa de agentes do extremismo ideológico. 

Sou pragmático: e a boa gestão? Tudo isso, em meu caso foi agravado pela postura oportunista do vereador Molina, pois que é docente também. Foi muito grave ver alguém que recebe seus vencimentos na Unifei minimizar nosso sofrimento em proveito próprio. Para mim foi um catalizador. 

Daí vieram os vídeos que tenho publicado semanalmente. Assim como, vamos melhorar nossa comunicação nas redes. Afinal qualquer mal intencionado, ou má, nos pecha ataques e mentiras e não temos reagido no sentido de explicar ou fazer um contraponto. 

É sempre difícil explicar, mas tenho sempre a esperança de que haja boa vontade mas possibilidade de bons argumentos possam trazer reflexões e quem sabe até, mudanças de visões. Como acadêmico nem poderia pensar de maneira diferente, mas a academia não está imune à atuação dos devotos que hipotecam seu livre pensar.

Atenciosamente, 

Prof Dagoberto Almeida 
Reitor da Unifei

Viver é Perigoso