segunda-feira, 1 de abril de 2019

SOB A LUZ DE VELAS


"Todo homem de bom senso aceita o mundo como ele é. Só os loucos tentam reformar o mundo. Portanto, todo o progresso depende dos loucos."

George Bernard Shaw

Viver é Perigoso 

MUITA CLASSE



Viver é Perigoso

BRASIL E ISRAEL


O brasileiro Oswaldo Aranha presidiu em 1947 uma sessão especial da Assembleia-Geral da ONU e apoiou a partição da Palestina britânica, evento que levou à criação do Estado de Israel, em 1948. A resolução também previa um Estado árabe, ainda inexistente.

A ONU era, àquela época, um órgão recente e tinha feito poucas discussões oficiais. A sede atual ainda não estava em uso. 

O brasileiro é considerado fundamental para a decisão da ONU por ter feito lobby por um voto positivo. Ele foi indicado ao Nobel da Paz. 

Por ter presidido aquela sessão, o Diplomata Gaúcho Oswaldo Aranha, inaugurou também uma tradição seguida até hoje pelas Nações Unidas: a de que o chefe da delegação brasileira seja o primeiro a discursar na reunião. 

No centro de Jerusalém, ao lado de um cemitério muçulmano, uma praça leva o nome do brasileiro Oswaldo Aranha, que tomou o barco em 1960, aos 65 anos de idade.

Além da praça em Jerusalém, há lembranças no kibutz Bror Chail. Esse kibutz - nome dado a comunidades coletivas em Israel -  está localizado próximo à faixa de Gaza e abriga uma comunidade expressiva de brasileiros. O pessoal do kibutz afirma guardar o martelo utilizado por Oswaldo Aranha em uma das sessões da ONU.

Lembrando: Na Conferência do Rio, em janeiro do 1942, presidida por Osvaldo Aranha, o Brasil e todos os países americanos decidiram romper as relações com os países do Eixo (Alemanha/Itália e Japão), menos Argentina e Chile, que o fariam posteriormente. A decisão foi uma vitória das convicções pan-americanas de Aranha.

Viver é Perigoso

NOVOS TEMPOS


Ouvido hoje numa padaria em São Paulo;

- Sou do tempo em que cachorros e gatos não faziam parte da família e tão pouco eram dependentes no Imposto de Renda.

Blog: Os bichinhos estão empoderados.

Viver é Perigoso

VERDADE


A mentira confunde.
A verdade esclarece.

A mentira é oportunismo.
A verdade é compromisso.

A mentira tem interesses.
A verdade interessa.

A mentira vende fácil.
A verdade custa caro.

A mentira tem um dia.
A verdade tem 365.

Para alguns, hoje é o Dia da Mentira,
mas pra quem faz jornalismo de forma
séria e profissional, não se escondendo
atrás de matérias anônimas ou perfis
falsos, todo o dia é dia da verdade.

O Estado de São Paulo

Viver é Perigoso

DIA DE SÃO LULA

Viver é Perigoso

AGORA VAI !


O Governo de Minas anuncia o pagamento imediato do 13º salário de 2018 e o pagamento em dia, dos salários de todos os funcionários, impreterivelmente, até o dia 5 de cada mês.

Também será depositado os valores devidos aos municípios até o próximo dia 10 de abril.

De maneira recíproca, a Administração Municipal, decide voltar a pagar a Santa Casa e o Pronto Socorro será reaberto na próxima quarta-feira. O valor da mensalidade será aumentado para R$ 200.000,00, como feito em governos passados.

A Administração Municipal, anuncia a colocação de toda a documentação interna, dos últimos 6 anos, a disposição da Câmara de Vereadores, mantendo à disposição uma equipe de funcionários para explicações.

Nova empresa está admitindo 2.000 novos funcionários na cidade. Início imediato.

A ONG TI - Transparência Itajubá estuda o encerramento de suas atividades por falta de assunto.

A CPI dos Pronto-Socorros da Câmara Municipal, a Santa Casa e o Hospital de Itajubá, decidem que o tempo máximo para  atendimento não ultrapassará 90 minutos.

A Câmara Municipal decide que o salário dos vereadores da próxima gestão será de um salário-mínimo. Viagens somente com despesas assumidas pelos senhores vereadores.

No Brasil, o primeiro de abril começou a ser difundido em Minas Gerais, onde circulou A Mentira, um periódico de vida efêmera, lançado no 1º de abril de 1828, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. A Mentira saiu pela última vez a 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.

Viver é Perigoso