quarta-feira, 6 de março de 2019

NÃO ASSISTI E NÃO GOSTEI


Não assisti um trecho, o mínimo que fosse, sobre o carnaval. Não escutei sobre músicas, ou melhor, ruídos, não li nada sobre assunto nas redes sociais. Observei nas manchetes que a Mancha Verde e Mangueira foram destaques. Só.

Tornou-se uma festa não popular, comercial ao extremo, túmulo dos sambas e palco de coisas sem nexo. Tentativas de exploração de ideologias falidas.

Dias de prejuízo de todas as espécies para o País, inclusive de imagem.

É o que restou e ano que vem tem demais. 

Viver é Perigoso

É A VIDA...






Viver é Perigoso

ATRÁS DO TRIO ELÉTRICO


Hoje de manhã fui triste despedir de um amigo lá na Capela da Unifei. Trânsito na Avenida BPS interrompido e o pessoal à serviço da Prefeitura, com uma disposição enorme, atacando com valentia alguns flamboyants. Homens armados com serras elétricas levavam nítida vantagem na porfia com as árvores. 
Luta justa, na visão das autoridades. 
Afinal é preciso abrir caminho para passagem dos Trios Elétricos que animarão a festança de 200 anos da cidade no parque municipal.

Aliás, já plantaram algum flamboyant no parque ?

Viver é Perigoso