sábado, 2 de março de 2019

SAMBA DO CRIOLO DOIDO - UM RETRATO DO BRASIL

Viver é Perigoso

TRAJETÓRIA POLÍTICA


Theodomiro Carneiro Santiago nasceu em Itajubá (hoje seria em Maria da Fé) no dia 30 de novembro de 1882.

02.4.1909 -  Assumiu o cargo de Secretário Particular do Presidente (hoje governador) do Estado de Minas Gerais, Wenceslau Braz, também seu cunhado. Wenceslau foi casado com Dona Maria Carneiro, irmã mais velha de Theodomiro.  Esteve no cargo até 07.9.1910.

07.9.1914 -Assumiu o cargo de Secretário das Finanças do governo estadual de Delfim Moreira, onde ficou até o final em 1918. Seu nome foi considerado para suceder Delfim Moreira, o que não se concretizou.

1921/1923  -  Foi eleito Deputado Federal pelo PRM - Partido Republicano Mineiro

1924/1926 - Deputado Federal

1927/1930 - Deputado Federal - Mandato encerrado em 11/11/1930, quando o Congresso foi dissolvido por Getúlio Vargas.

1932 - Participa da Revolução Constitucionalista apoiando o Estado de São Paulo. Preso e deportado em outubro/32, voltando ao País em março/1933.

1933/1934 - Não participa da Assembleia Nacional Constituinte. Seus direitos políticos foram só readquiridos com a anistia de 28/5/1934

1935 - Deputado Federal até o seu falecimento em 25/10/1936, com 53 anos de idade.

ANOTAÇÕES

1 - Quando de sua atuação como Secretário das Finanças, seríssimo, denunciou graves erros do seu antecessor Artur Bernardes (vide Cassino de Lambari). O Estado (Theodomiro) foi defendido na justiça pelo Advogado Ruy Barbosa. A causa foi perdida.

2 - Na sucessão mineira em 1918, foram mencionados  os nomes de dois secretários do governo: Américo Lopes e Theodomiro Santiago. O conciliador Presidente Wenceslau Braz, não aceitou e para tentar acertar a política no Estado, apoiou Artur Bernardes, que tinha se tornado (vide item 1) adversário do Dr. Theodomiro.

2 - Consta de algumas publicações, não oficiais, que teria disputado a eleição indireta para o governo de Minas, em 1935 (quando já estava eleito para a Câmara Federal e antes de sua posse) com o governador interventor, Benedito Valadares, aliado do Presidente Getúlio Vargas.

3 - Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba, apoiaram Getúlio Vargas nas eleições de 1930, vencida pelo paulista Júlio Prestes. 20 dias, antes do final do mandato aconteceu o golpe que depôs o Presidente Washington Luís e com o apoio de Minas, Getúlio assumiu o poder em 01/11/1930 e fechou o Congresso (com Theodomiro Deputado Federal) em 11/11/1930.

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Helen Frankenthaler - 1960
Viver é Perigoso

SOLTOS OS MONSTROS DE ÓDIO


"Sabíamos que no Brasil majoritariamente solidário, sensível à dor alheia e que ama seus pequenos, existiam monstros de ódio. 

Confesso, no entanto, que ignorava que fossem tantos e com tanta carga de sadismo. 

Estão sendo revelados pelos comentários sórdidos e até blasfemos, já que invocam a Deus como motivo da morte de Arthur, de sete anos, neto inocente de Lula, condenado e preso por corrupção.

Uma criança ainda não teve tempo de conhecer a que abismos de cegueira tanto a política como a ideologia podem conduzir. E cai sobre nossa consciência de adultos a infâmia de transformar em piadas baratas, em ironia e sarcasmo nas redes sociais a dor de um avô pela perda de seu neto. Lula, mesmo condenado e na cadeia, não perdeu nem sua dignidade de pessoa nem seu pedaço de história positiva que deixa escrita neste país.

Aqueles que se alegram pela perda do neto de Lula estão revelando a que ponto de cegueira e insensibilidade humana pode chegar o soberbo Homo sapiens.
T
Para aqueles, que como eu, dedicaram tantos artigos a louvar o positivo da alma brasileira que tanto me ensinou e confortou nos momentos em que não é difícil perder a confiança no ser humano, ler os comentários sem alma, sem empatia, de ódio ou sarcasmo e até mesmo regozijando-se pela morte de um inocente, tão somente por ódio a Lula, seria preferível não ter vivido este dia.

Estou entre os jornalistas que criticaram na época o fato de Lula, que chegou com a esperança de renovar a política, ter acabado se contaminando pelos afagos dos poderosos e pela política fácil da corrupção. 

Hoje, porém, diante desses caminhões de lixo que as redes estão vomitando contra ele e até contra o neto inocente que perdeu, eu me atrevo a lhe pedir perdão em nome dos milhões de brasileiros que ainda não se venderam ao ódio fácil e ainda sabem manter sua dignidade perante o mistério da morte de um inocente.

E depois desses ódios e insultos imundos despejados contra Lula por causa de sua dor por ter perdido o neto, é possível continuar acreditando no Brasil? 

O Brasil dos esgotos, que hoje manchou gratuitamente a alma de uma criança inocente, passará. O outro Brasil, o anônimo, aquele que hoje ficou horrorizado vendo os monstros soltos desfilando nas redes sociais, o majoritário, acabará dominando os monstros que hoje nos assustam para assim abrir caminho aos anjos da paz."

Juan Arias - El País

Viver é Perigoso

PERDA IRREPARÁVEL


Que parem os relógios, que cale o telefone. Jogue-se ao cão um osso e que não ladre mais. Que emudeça o piano.
As estrelas não são mais necessárias; apague-as uma por uma. Guarde a lua, desmonte o sol.
Despeje o mar e livre-se da floresta, pois nada mais poderá ser como antes.

Auden

Viver é Perigoso