domingo, 17 de fevereiro de 2019

SOB A LUZ DE VELAS



" O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele"

Immanuel Kant

Viver é Perigoso



FAHRENHEIT 451 - ESTAMOS CHEGANDO LÁ ?


Fahrenheit 451 é um romance escrito por Ray Bradbury e publicado, pela primeira vez, em 1953. O romance apresenta um futuro onde todos os livros são proibidos, opiniões próprias são consideradas antissociais e hedonistas, e o pensamento crítico é suprimido. 

O número 451 é a temperatura (em graus Fahrennheit da queima do papel, equivalente a 233 graus Celsius.

Em setembro de 1966 foi lançado o filme com o mesmo nome. Uma adaptação do livro de Ray Bradbury, com a direção de François Truffaut, com Oskar Werner e a belíssima Julie Christie. 

Impressionante a cena da mulher no meio dos livros que os bombeiros queimam e a pergunta da personagem (Julie Christie) ao queimador de livros:

– “Do you ever read the books you burn?”

“Você alguma vez lê os livros que queima ?”

Por causa dessa pergunta, o bombeiro vai passar a ler os livros que antes apenas queimava.

Viver é Perigoso

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


"Não esqueçamos jamais que as ideias são menos interessantes do que os seres humanos que as inventam, modificam, aperfeiçoam ou traem". François Truffaut

Gostando ou não, trata-se de uma parte da história. Eu sempre fui contra os pensamentos do Carlos Marighela e de seus métodos. Interessante ler (li em 2012) o livro Marighela - O guerrilheiro que incendiou o mundo, escrito pelo jornalista Mário Magalhães - 732 páginas.

Podem ler tranquilos. Ideologia não contagia.

Marighela, um mulato, neto de escravos, nasceu na Bahia em 1911. Proclamado inimigo público número 1 pela diadura, foi metralhado em São Paulo, pela repressão, na noite de 4 de novembro de 1969, na Alameda Casa Branca. Militante comunista desde a juventude, deputado federal constituinte e fundador do maior grupo armado de oposição à ditadura militar - a Ação Libertadora Nacional.

Foi monitorado pela CIA e KGB. Viveu clandestino, articulou greves e conspirou revoluções. 

Marighela foi autor do "Minimanual do Guerrilheiro Urbano", guia que correu o mundo e foi cult nos anos 60 e 70. Traduzido para dezenas de idiomas e tido hoje como um clássico da literatura de de combate político.

Na vida do comunista Marighela aparecem coadjuvantes conhecidos no Brasil e no mundo: Fidel Castro, Getúlio Vargas, Che Guevara, Carlos Lacerda, Luiz Carlos Prestes, Carlos Lamarca, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Cândido Portinari, Joan Miró, Augusto Boal, Dias Gomes, Glauber Rocha, Jean-Luc-Godart e Luchino Visconti.

Como afirmou certa vez o temido Chefe de Polícia, Cecil Borer: "Cuidado, que o Marighela é valente".

Em tempo, não tenho a mínima vontade de assistir o filme, recentemente, lançado sobre ele. Aliás, em toda a vida, assisti pouquíssimos filmes que se igualaram aos livros que deram origem a eles. A série do "O Poderoso Chefão" e o "Tubarão", dirigidos pelo Copolla e pelo Spielberg, respectivamente. 

Viver é Perigoso

O ESTADO DAS MEDALHAS


"O governador Romeu Zema anunciou que vai acabar com as solenidades de entrega de medalhas. Das onze comendas atualmente distribuídas, apenas a da Inconfidência, que acontece em Ouro Preto no dia 21 de abril, será mantida. Em 2018, foram gastos mais de R$ 3 milhões com os eventos para a entrega de medalhas. Entre as solenidades que deixam de acontecer está o Dia de Minas, em Mariana e a entrega da Comenda da Paz Chico Xavier."

Deu no "Viver é Perigoso" em 2013 -

Já está estatisticamente confirmado que a coisa que o mineiro mais gosta, depois do queijo com goiabada, pastelzinho de milho e pão de queijo, é de medalhas. Receber ou entregar uma medalha, qualquer que seja, leva a mineirada às nuvens. Aquelas com fitinhas os fazem flutuar.

Impossível conseguir uma fotografia, tanto dos entregadores, quanto dos recebedores, no momento solene da entrega, com os olhinhos abertos. Os pensamentos vão longe.

Lembrando: Aécio Neves esbanjou homenagens a autoridades políticas quando governou Minas Gerais. Nos dois mandatos de Aécio Neves e durante a gestão de seu sucessor, o também tucano Antonio Anastasia, o governo mineiro desembolsou R$ 6,4 milhões com a concessão de 11 diferentes tipos de medalhas e comendas para autoridades.

Na primeira solenidade que presidiu, o mineiro agraciou, em Ouro Preto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o Grande Colar da Inconfidência, a maior honraria concedida pelo Estado.

Criada por Juscelino Kubitschek em 1952, essa é a principal comenda do Estado e, nos últimos onze anos, consumiu investimentos de R$ 3,9 milhões. 

Nos últimos dez anos, também receberam o Grande Colar o ex-vice-presidente José Alencar e a presidente Dilma Rousseff, oradora oficial do evento em 2011

A situação não foi muito diferente com a Grande Medalha da Inconfidência, segundo maior grau dos quatro que existem na comenda, e que já foi concedida a petistas como os ministros Alexandre Padilha (Saúde) e José Eduardo Cardozo (Justiça), o ex-ministro Antônio Palocci e o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (RS). 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso recebeu a honraria, mas 1985, das mãos do ex-governador Hélio Garcia. José Serra também foi condecorado com a medalha, mas a homenagem foi feita em 1995, pelo ex-governador e atual deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB).

Blog: Sugestão para o Ministério Público e para a Polícia Federal seguirem mais rápido nas investigações: Procurar quem foi homenageado com medalhas pelo governo mineiro. Clara, existem exceções.

Viver é Perigoso  

DOM QUIXOTE


"A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens. Nada a iguala, nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nos seus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida."

Dom Quixote

Don Quixote de la Mancha, como todos devem saber, é um livro escrito pelo espanhol Miguel de Cervantes (1547-1616) e teve a  sua primeira edição publicada em Madrid no ano de 1605.

Sabe-se que Albert Einstein lia Dom Quixote. Era o romance que levava em suas viagens e sempre o tinha em sua mesa de cabeceira.

Meu personagem favorito na literatura.

Viver é Perigoso

PREVENIR É MELHOR QUE REMEDIAR

Entendam a preocupação com gastos extras feitas pelo município. O Estado de Minas Gerais tem atrasado, e muito, os repasses devidos aos municípios, que se vêm em dificuldades (alguns deles). 


O Governo de Minas não tem pago parte de suas dívidas e como, em muitos casos, tem o governo federal como garantidor, o mesmo é acionado pelos credores e tem que pagar.

Como a arrecadação está estagnada presume-se que a grana seguirá ainda mais curta durante 2019. Não existe dinheiro novo. Inevitavelmente, Minas Gerais terá que aderir ao Programa de Recuperação Fiscal. Isso significaria mais aperto de cintos.

Atenção para os números: 

"O Tesouro Nacional pagou, em janeiro, R$ 565,05 milhões em dívidas atrasadas de estados. Desse total, a maior parte, R$ 459,3 milhões, é relativa a atrasos de pagamento de Minas Gerais. 

Os dados estão no Relatório de Garantias Honradas pela União em Operações de Crédito, divulgado na última sexta-feira pela Secretaria do Tesouro Nacional. 

As garantias são executadas pelo governo federal quando um estado ou município fique inadimplente em alguma operação de crédito. Nesse caso, o Tesouro cobre o calote, mas retém repasses da União para o ente devedor até quitar a diferença, cobrando multa e juros.

Em 2018, a União já quitou R$ 4,803 bilhões de dívidas em atrasos de entes subnacionais. Desse total, R$ 553,15 milhões de Minas Gerais.

Nenhum município teve garantias cobertas pelo Tesouro no ano passado.

As garantias honradas pelo Tesouro são descontadas dos repasses da União aos entes federados – como receitas dos fundos de participação, ICMS, dentre outros. Sobre as obrigações em atraso incidem juros, mora e outros custos operacionais referentes ao período entre o vencimento da dívida e a efetiva honra dos valores pela União.

Nos últimos dois anos, no entanto, decisões do STF (Supremo Tribunal Federal) impediram a execução das contragarantias de vários estados em dificuldade financeira.

Com a adesão do estado do Rio de Janeiro ao pacote de recuperação fiscal, no fim de 2017, o estado pode contratar novas operações de crédito com garantia da União, mesmo estando inadimplente.
Sem ter aderido ao programa de recuperação fiscal, o estado de Minas Gerais está impedido de contrair financiamentos com garantias pelo Tesouro até 7 de janeiro de 2020."

"Extraído da Folha"

Viver é Perigoso 

FILHOS

Viver é Perigoso

PORQUE HOJE É DOMINGO



Maravilhosa Graça, Oh quão doce é o som
Que salvou um miserável como eu
Eu estava perdido, mas agora eu me encontrei
Eu estava cego, mas agora eu vejo.
Quando estivermos lá há 10 mil anos,
Brilhantes como a luz do sol,
Não teremos menos dias para cantar louvores a Deus
Do que quando, quando começamos no princípio
Por muitos perigos, labutas e armadilhas,
Eu já passei
A graça de Jesus me trouxe seguro, tão distante,
E a graça me levará para casa.
Maravilhosa Graça, Oh quão doce é o som
Que salvou um miserável como eu

Eu estava perdido, mas agora eu me encontrei
Eu estava cego, mas agora eu vejo.

Viver é Perigoso