quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

ZANIN - O INVICTO


Nenhuma surpresa no front. Lula perde mais uma. Ou melhor, Zanin, seu advogado, vai ter que fazer o que mais sabe: recorrer.

Merece uma análise. Como o condenado mais importante e com recursos infinitos para bancar os mais estrelados advogados do planeta, segue com o desgastado Zanin.

Claro e óbvio. Zanin é genro do também advogado Roberto Teixeira, compadre do Lula, seu fiel assessor jurídico desde os primórdios de São Bernardo do Campo.

Roberto Teixeira e por extensão, seu genro Zanin, devem saber de tudo e um pouco mais.

Mas, buscando ser um pouco justo: Desta vez, lendo por completo a sentença proferida hoje, o caso era perdido. Benfeitorias de alto custo foram presenteadas por empreiteiras em imóvel utilizado constantemente pela família do ex-presidente. Ele aceitou  

A lei é clara. 

Viver é Perigoso   

MOÇO BONITO


Mateus Riera Lima, para todo mundo, simplesmente Mat. Completou ontem seis anos bem vividos. Cativante. Um mágico na comunicação. 

Viver é Perigoso 

OBITUÁRIO

“Todo dia leio cuidadosamente os avisos fúnebres dos jornais; às vezes a gente tem surpresas agradabilíssimas”.

Millôr 

Brincadeira à parte e conversando sério, sempre tive a mania de ler o obituário nos jornais. Hoje, sigo no "O Estado de São Paulo" e no passado, quando residia fora da terrinha, também pelo nosso "O Sul de Minas".

Os jornais de Itajubá, há séculos, não trazem mais essa seção. E nem faz mais sentido em tempos pós Facebook.

Vez por outra, dou de cara com algum conhecido.  

O "Estadão" informa os dados mínimos do falecido e obrigatoriamente, a idade. Impressionante como as mulheres figurantes do obituário do jornal tomam o barco idosas:

Vitalina, 99 anos - Diocele, 84 anos - Hilda, 103 anos - Catharina, 98 anos - Cella, 94 anos, Lucila, 92 anos, Alice, 88 anos.

Já os homens, em geral, andam embarcando mais cedo:

Bernardo, 71 anos - Francisco, 63 anos - Geraldo, 59 anos - Aniceto, 68 anos

Publicado, outro dia, um achado num jornal de Madrid. 




É a vida...

Viver é Perigoso

O IMPÉRIO E A PARCERIA COM O BNDES


O engenheiro Emil Odebrechet chegou ao Brasil em em 1856. Casado com Bertha Bichel, tiveram 15 filhos.
Seu neto, também Emilio criou a empresa em 1923. O filho do Emilio Neto, Norberto Odebrecht, assumiu a empresa em 1941.
Em 1998, Emilio Odebrecht, seu filho, assume a direçaõ do Grupo Odebrechet.
Em 2002, Pedro Novis, assume a direção do Grupo Odebrechet.
Em 2009, Marcelo Odebrecht, filho de Emilio, assume a direção do Grupo.

Hoje, os ainda vivos, estão todos condenados e afastados dos cargos principais da empresa.

Um império, acusado de ter pago propina por onde passou. Valores já denunciados e documentados. Não considerados Cuba e toda a Africa.

Brasil - US$ 3 bilhões (de 2006 a 2014)
Venezuela - US$ 173 milhões (de 2006 a 2015)
R. Dominicana - US$ 92 milhões (de 2001 a 2014)
Panamá - US$ 59 milhões (de 2010 a 2014)
Argentina - US$ 35 milhões ( de 2007 a 2014)
Equador - US$ 33,5 milhões ( 2007 a 2016)
Peru - US$ 29 milhões (2005 a 2014)
Guatemala - US$ 18 milhões (de 2013 a 2015)
Colômbia - US$ 11,2 milhões (2014)
México - US$ 10,5 (2010 a 2014) 

Curiosidade: O dinheiro correu solto nos países com governos chamados de "progressistas" ou de esquerda. Quase todos eles, quando chegam ao poder, surgem com muita fome. 

É a vida...

Viver é Perigoso

REFORÇO NA SALÁRIO

Como disse o grande Millôr aos sanguessugas:

"Quer dizer que aquilo não era ideologia, era investimento?"

Viver é Perigoso

NÃO VAI SER FÁCIL

Viver é Perigoso