segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

PRESIDENTE DO STF ????????

"A Lava-Jato foi muito importante, desvendou casos de corrupção, colocou pessoas na cadeia, colocou o Brasil numa outra dimensão do ponto de vista do combate à corrupção, não há dúvida. Mas destruiu empresas. Isso jamais aconteceria nos Estados Unidos. Jamais aconteceu na Alemanha"

Toffoli.

O TROCO DO DELTAN DALLAGNOL

"Dizer que a Lava Jato quebrou empresas é uma irresponsabilidade. É fechar os olhos para a crise econômica relacionada a fatores que incluem incompetência, má gestão e corrupção. É culpar pelo homicídio o policial porque ele descobriu o corpo da vítima, negligenciando o criminoso. Os responsáveis são os criminosos. A Lava Jato aplicou a lei", É, assim, fechar os olhos para a raiz do problema, a prática por muitos políticos e empresários de uma corrupção político-partidária sanguessuga, que drena a vida dos brasileiros. Por meio dos acordos de mais de R$ 14 bilhões para os cofres públicos, algo inédito na história".


Blog: Na mesma toada da declaração do despreparado ministro do STF, a Lava Jato teria destruído a carreira de importantes políticos como Sérgio Cabral, Eduardo Cunha, Palloci, José Dirceu, Pezão, Garotinho, João Vaccari Neto, Delcídio do Amaral e á claro, Lula, que vinham se destacando na administração pública.
Realmente, jamais aconteceria nos EUA e Alemanha, que possuem um alto judiciário competente, equilibrado e isento de parcerias e compromissos.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

É interessante este Tóffoli, o País pode quebrar, os cofres públicos podem ser assaltados, mas as empresas não podem quebrar. Porque será? Será que é porque são as empresas que alimentam a corrupção? Faz sentido, pra quem não quer que a corrupção acabe.