segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

POIS É...


Em um ano em que a crise financeira pautou a economia brasileira, os deputados da bancada mineira na Câmara Federal gastaram, juntos, R$ 14,8 milhões somente em verbas indenizatórias – cota para o exercício da atividade parlamentar que custeia despesas de mandato. 

Os dados se referem aos gastos declarados e disponibilizados no Portal da Transparência da Câmara de fevereiro (quando os políticos tomaram posse) ao dia 20 de dezembro.

O salário de cada deputado é de R$ 33.763. Além da verba indenizatória, cada um dispõe de mais R$ 111.675,59 por mês para a chamada “verba de gabinete”, empenhada no pagamento de salários de até 25 assessores parlamentares.

Deputados também pesaram a mão na hora de investir na divulgação da atividade parlamentar: R$ 2,5 milhões. 
Destaque para Bilac Pinto, que, em apenas oito meses de mandato, chegou a gastar R$ 148 mil com notas que variam de R$ 2.000 a R$ 25 mil. Ele deixou o cargo no fim de agosto, para assumir a Secretaria de Governo.

O Deputado Odair Cunha gastou R$ 367.761,00. Já o Deputado Dimas Fabiano, maneirou, gastando apenas R$ 246.482,88.

É a vida...

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: