quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

FUNDÃO


O Congresso rejeitou ontem (242 X 167 votos) o destaque apresentado pelo Partido NOVO reduzindo o Fundo Eleitoral de R$ 2 bilhões para R$ 1,3 bilhões. Com a rejeição, o destaque não foi votado pelos senadores.

O dinheiro vai bancar as campanhas municipais do ano que vem.

Votaram "sim" aqueles favoráveis aos R$ 2 bilhões e "não" aqueles favoráveis aos R$ 1,3 bilhões.

Os deputados Dimas Fabiano e Odair Cunha, mais presentes fisicamente por estas bandas, votaram "sim", se posicionando  pelo valor maior advindo dos cofres públicos.

Bom acompanhar o desempenho dos parlamentares da região.

Estamos muito bem.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: