quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

BOLSA FAMÍLIA


Impossível o Jair Bolsonaro não ter conhecimento, nesses últimos anos, dos rolos do seu filho Flávio no âmbito da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Parentada e amigos que vivem se equilibrando em corda bamba contratados como funcionários e muitos pagando pedágio, popularmente chamado de "rachid".

Dificílimo durante os seus longos anos e diversos mandatos como deputado federal, o atual presidente não tivesse assessores fantasmas.

Todos, repito, todos os políticos têm registrados como funcionários em seus gabinetes "assessores" espalhados por esse País afora, ou mesmo vivendo em terras estrangeiras.  

Aqui mesmo na terrinha tivemos e devemos ter muitos funcionários de Assembleias estadual e federal e, por que não, do Senado.

Nenhum político em exercício de mandato irá  apontar o dedo para a família Bolsonaro. Todos, sem exceção praticam essa irregularidade.

Deve acontecer nos tribunais, mesmo superiores, e claro, no Executivo.

Essa anomalia vem de séculos.

No Rio de Janeiro, se fecharem as praias, não conseguirão lugar para alojar tantos funcionários.

Quanto a contratação de parentes ? Aplicam direto o nepotismo cruzado. Pendura o meu aí, que eu penduro o seu aqui.

Já o "rachid" é caso de cadeia. 

O que fazer ? 

Oremos.

Viver é Perigoso   

4 comentários:

Anônimo disse...

Bozo sabe. A Val do açaí foi uma delas. Pedro Paulo

Anônimo disse...

"
Aqui mesmo na terrinha tivemos e devemos ter muitos funcionários de Assembleias estadual e federal e, por que não, do Senado."

Zelador não esqueça da terrinha.
Tem vereador respondendo, reservadamente, na justiça sobre a cobrança de "contribuição voluntaria de servidores".
Aquele que ao subir na gilete se lambuzou todo, agora esta vendo e sentindo o peso de suas atitudes pouco cristãs.

Anônimo disse...

Caramba ! E a mafia do dpvat ? Parou porque? Parou?

Anônimo disse...

Aqui em itajuba o vereador do psdb esta sendo acusado de rachadinha também .mas a justiça em itajuba esta engessada assinado 3 pontos