terça-feira, 31 de dezembro de 2019

CONFIRMADO : É ARGENTINO !



Viver é Perigoso

FALTANDO UM CABO E UM SOLDADO


O Sr. Toffoli suspendeu hoje a resolução do CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados) que reduzia os valores do seguro obrigatório DPVAT a partir de a partir de 1º de janeiro.

Toffoli atendeu a um pedido da Líder, consórcio de 73 seguradoras que administra o DPVAT. Entre suas participantes estão empresas como AIG Seguros, Caixa Seguradora, Bradesco Seguros, Itaú Seguros, Mapfre, Porto Seguro, Omint, Tokio Marine e Zurich Santander.

Toffoli entendeu, em decisão liminar, que a resolução que reduzia os valores, publicada na última sexta-feira (27), foi uma "jogada" do governo federal para esvaziar decisão anterior do STF, que suspendera uma Medida Provisória do presidente Jair Bolsonaro que extinguia o DPVAT.

Sinceramente ? Judiciário, Executivo e Legislativo do País está um "balaio de gatos.

Viver é Perigoso 

HAPPY NEW YEAR



Não há mais champanhe. E os fogos acabaram. Aqui estamos, eu e você. Sentindo-nos perdidos e tristes.
Esse é o fim da festa. E o dia parece tão cinzento. Tão diferente de ontem. Agora é o momento de dizermos:
Feliz ano novo !

abba

Viver é Perigoso

NÃO VAI SER FÁCIL


Viver é Perigoso

JUÍZO MOÇADA !


A Cessão Onerosa possui destinação específica definida pela Lei nº 13.885/2019. Sem essa de foguetório e shows com ruídos imitando música. Tentem investir em alternativas. Acreditem: existe vida fora do Parque Municipal.

Ah ! quem sabe, num rasgo de solidariedade, ajudem a reabrir o Pronto Socorro da Santa Casa.

Nada de contar papo. Essa grana caiu do céu.

Os municípios do Sul de Minas devem ter recebido ontem, segunda-feira (30) um repasse de R$ 126,3 milhões em recursos referentes à distribuição entre estados e municípios de 15% da arrecadação com os leilões dos volumes excedentes de petróleo do pré-sal, a cessão onerosa.

O megaleilão do pré-sal, realizado no dia 6 de novembro, garantiu uma arrecadação de R$ 69,96 bilhões. Cerca de R$ 5,3 bilhões desse valor serão divididos entre todos os municípios do país.

Cidades do Sul de Minas que vão receber os maiores valores da Cessão Onerosa

Cidade Valor (em milhões)
Poços de Caldas R$ 4,247
Pouso Alegre R$ 4,094
Varginha R$ 2,759
Lavras R$ 2,452
Passos R$ 2,452
Itajubá R$ 2,299
Alfenas R$ 1,992
Três Corações R$ 1,992
São Sebastião Paraíso R$ 1,839
Campo Belo R$ 1,686

O critério para a distribuição dos recursos é o mesmo usado para a repartição de recursos do Fundo de Participação dos Municípios.

(Fonte O Globo)

Viver é Perigoso

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

PELO TELEFONE


Sou admirador de longa data do jornalista e escritor Ruy Castro. Imagino ter lido todos os livros que publicou. Politicamente é outra coisa. Não afino com os seus pensamentos.

Ruy Castro está lançando um livro que promete. "Metrópole à Beira Mar ". Cia das Letras com 528 páginas, onde busca reconstruir a história do Rio de Janeiro a partir de centenas de biografias. (estou comprando, vou ler e comentar).

Em entrevista publicada hoje no Caderno 2 do Estadão, ele cita a famosa Tia Ciata, em cuja casa na Praça Onze nasceu o primeiro samba gravado no País: "Pelo Telefone", de Donga e Mauro Almeida, lançado em 1917.

Declara Ruy Castro: "...o marido da Tia Ciata, era o macumbeiro oficial do presidente Wenceslau Braz. " 

Pesquisando, encontrei : Hilária Batista de Almeida, conhecida como Tia Ciata, era baiana de 1854. Veio para o Rio de Janeiro, onde foi cozinheira e mãe de santo. É considerada uma das figuras mais influentes para o surgimento do samba carioca.

Ficou registrado que Tia Ciata era curandeira de autoridades conhecidas. Conta-se que ela teria ajudado o então presidente da República Wenceslau Braz com um machucado na perna que não cicatrizava.

Num dos mais prestigiados terreiros do Rio de Janeiro, o terreiro de João Alabá, ela teria incorporado um Orixá que disse aos presentes haver cura para a tal ferida e recomendou a Wenceslau Brás que fizesse uma pasta feita de ervas que deveria ser colocada por três dias seguidos sobre a ferida. 

Quando a ferida foi curada, o presidente teria lhe garantido qualquer pedido, mas Tia Ciata teria pedido um emprego no serviço público para o marido, por conta da numerosa família que tinha.

É a história.

Viver é Perigoso

SOM BOM


Viver é Perigoso

FAZ SENTIDO


O presidente Bolsonaro vetou integralmente o PL 5.815/19, que previa isenções para a instalação de cinemas em cidades menores. Nas razões do veto, o presidente disse que a proposta cria despesas obrigatórias ao Executivo, sem que se tenha indicado a respectiva fonte de custeio.

O texto do projeto estendia até 2024 o prazo para utilização do Recine - Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica, que concede isenções para a instalação de cinemas em cidades menores.

PL 5815/19 - Prorroga o prazo para utilização do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (RECINE) e os benefícios fiscais previstos nos arts. 1º e 1º-A da Lei nº 8.685, de 20 de julho de 1993, e no art. 44 da Medida Provisória nº 2.228-1, de 6 de setembro de 2001.

Viver é Perigoso

POIS É...


Considerando os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), órgão do Ministério da Economia, Pouso Alegre criou 2.694 vagas de emprego com carteira assinada entre janeiro e novembro de 2019. Os dados referentes ao mês de dezembro sairão só em janeiro.

Município ocupa o 6º lugar na geração de empregos em Minas. No acumulado dos últimos três anos, são quase 5 mil novos postos de trabalho criados, atrás de Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Nova Lima e Uberlândia. Em novembro, mais recente dado do CAGED, Pouso Alegre gerou 320 vagas de emprego. 

De acordo com a prefeitura de Pouso Alegre, a geração de empregos registrada na cidade irá impactar no crescimento populacional. O Plano Diretor do município que está em elaboração traz previsões de que, em 2040, o número de habitantes poderá alcançar a marca de 280 mil pessoas, se a criação de empregos e atração de empresas forem mantidas. 

O estudo é feito com apoio da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI).

Em termos regionais, Extrema que se tornou a maior economia do Sul de Minas gerou 928 empregos formais em 2019. 

Outros números de novembro na região no acumulado de 2019:
Poços de Caldas saldo de 968 empregos
Varginha saldo de 756 empregos
Lavras saldo de 39 empregos
Itajubá saldo de negativo de 49 empregos.

(Terra do Mandu)

Viver é Perigoso

MOÇA BONITA


Parecia bom demais para ser verdade.

Quando um perfil supostamente pertencente à atriz americana Sharon Stone começou a circular no aplicativo de paquera Bumble, alguns usuários não pensaram duas vezes e o denunciaram como sendo falso.

Mas a protagonista de Instinto Selvagem não só era a dona da conta, como foi ao Twitter pedir para ser reincluída na rede.

"Hey @bumble, será que ser eu é motivo para ser excluída?", escreveu ela.

Pouco tempo depois, o aplicativo respondeu de forma bem-humorada à mensagem e comunicou que havia desbloqueado a conta da atriz de 62 anos.

BBC

Blog: Em tempo, além da beleza e competência, Sharon Stone possui um QI de 154, o que a classifica oficialmente como "superdotada". Teve desempenho acadêmico excepcional, cursando a segunda série do ensino fundamental aos cinco anos de idade e tornando-se universitária aos 15.

Viver é Perigoso

DATA VÊNIA


Impressionante o desgaste sofrido pelos Senhores Juízes no ano que está se encerrando. Em todos os níveis, começando pelos tribunais superiores. A internet veio também para permitir que a esculhambação se generalizasse.  Claro que existem bons e dignos profissionais na magistratura, lembrando que a pessoa mais admirada, respeitada e, por alguns temida,  no País é o Dr. Sérgio Moro.

No próprio STF, um pouco menos que a metade de seus membros proporcionam confiança. São coerentes e conseguem captar o espírito da Constituição, se esquivam de holofotes, são reservados quanto a frequência a palácios e o importante, se mantém nos autos.  

Certo que a publicidade dada aos privilégios à classe, em termos de ajudas e penduricalhos salariais, tem influenciado na construção da imagem negativa.

No interior, em se tratando de Juízes, o negócio é mais embaixo. Nunca ouvi ou li uma crítica, por mais leve que seja, feita a um Juiz local. Respeito ou medo ?

Quer dizer, crítica pública. Ao pé do ouvido é outra história.

Respeito ou medo ? Não as mereceram ou o silêncio foi imposto pelo medo ?

No Brasil mais profundo, padres, pastores e delegados já tiveram a redoma, de uma forma ou de outra, invadida.

Juízes ainda não. E sei lá porque razão, ainda nos sentimos seguros e felizes quando um deles nos cumprimenta nas ruas.

É a vida...

Viver é Perigoso 

TOFFOLI E OS INSTITUTOS DE PESQUISA

Viver é Perigoso

MULHERES BONITAS

Bruna Lombardi
Antonio Guerreiro provocou  inveja em muita gente. Fotógrafo de mulheres bonitas. Marcou época. Famoso nas décadas de 70 e 80.

Natural de Madrid, chegou ao Brasil com 5 anos de idade. Abandonou o curso de economia para tornar-se fotógrafo.

Suas fotos ilustraram capas das principais revistas brasileiras, e algumas de suas imagens tornaram-se famosas.

Viveu com a socialite Ionita Salles, casou-se em seguida com a atriz Sonia Braga e depois com Sandra Bréa. Ao ao longo da vida, teve entre suas conquistas belas mulheres, como as atrizes Bruna Lombardi e Denise Dumont. Viveu também com a modelo Enoli Lara.

Antonio Guerreiro, tomou o barco ontem, no Rio de Janeiro, com 72 anos.

Viver é Perigoso

PUXA - SACO EXISTENCIAL


É aquela pessoa que não sabe fazer outra coisa além de orbitar em torno de um político de expressão. 
Fazer isso é a essência da sua vida; é o seu Nirvana, o seu único motivo de êxtase. É quando unicamente se sente alguém neste mundo. 
No passado esses seres, os puxa-sacos existenciais, costumavam orbitar durante anos e anos em torno de um mesmo político. Hoje em dia isso tem mudado bastante. 
À medida que os tempos avançam, muitas vezes ficando o político por um tempo sem mandato e sem poder, o puxa-saco existencial, que não sabe fazer outra coisa daquilo a que chama de vida, acaba migrando de um político para outro — afinal, o pobre-coitado precisa sobreviver. 
É por isso que hoje em dia é mais comum do que antes ver pessoas aplaudindo… (vamos ser sinceros, o termo é puxando o saco, mesmo) um político hoje, e outro amanhã. 
Fato é que esse tipo de gente não sabe fazer outra coisa além de puxar o saco, seja de quem for. É a sua vida, o seu rumo, o seu norte, e, por que não dizer também?, o seu destino. 
Olhe para o lado agora mesmo e é bem capaz de haver um assim aí bem perto de você.

David Ribeiro Jr

Viver é Perigoso

domingo, 29 de dezembro de 2019

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

SELEÇÃO DA DÉCADA


A revista France Football publicou neste domingo a sua seleção da década. Sinceramente, penso que teria lugar para Dani Alves na lateral direita. A dupla de zagueiros estaria muito bem com o Gerard Piqué e o Puyol.

Viver é Perigoso

LOLITA


Tomou o barco na última quinta-feira, em Los Angeles, a atriz Sue Lyon, que aos 14 anos deu vida a Lolita no filme homônimo de Stanley Kubrick em 1962. Ela estava com 73 anos. 

Nascida em Davenport (Iowa), Lyon começou a atuar ainda criança. Com a mudança da família para Los Angeles, Lyon trabalhou como modelo para catálogos da rede de lojas J. C. Penney e apareceu em alguns comerciais na TV.

Seu grande papel veio após um casting exaustivo, do qual mais de 800 atrizes participaram. O autor do romance original, Vladimir Nabokov, considerava que ela era a única que podia interpretar a jovem no cinema.

Viver é Perigoso

FALOU E DISSE !


J. R . GUZZO, escreveu no jornal "O Estado de São Paulo" de hoje: 

O fato mais importante da década para o Brasil foi a explosão na cena nacional de um moço nascido no norte do Paraná, formado numa faculdade de direito da cidade de Maringá e desvinculado de corpo e alma do grande circuito São Paulo-Brasília-Rio de Janeiro de celebridades jurídicas, reais ou imaginárias. Seu nome, como todo o Brasil e boa parte do mundo sabe hoje, é Sérgio Moro. 

Um típico “juizinho do interior”, como foi definido na ocasião pelo ex-presidente Lula e sua corte imperial. 

Sérgio Moro mudou a realidade do Brasil como ninguém mais, nestes últimos dez anos – ou 50, ou sabe-se lá quantos. Condenou e botou na cadeia por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, pela primeira vez na história, um ex-presidente da República. Comandou a maior operação judicial contra a corrupção jamais realizada no Brasil. Não só a maior: a primeira feita para valer em 500 anos, a mais bem-sucedida em termos de resultados concretos e a mais transformadora da vida pública que o País já conheceu.

Moro, no comando da Lava Jato, conseguiu mostrar a todos, na prática, que a impunidade das castas mais ricas, poderosas e atrasadas da sociedade brasileira não tinha de ser eterna – podia ser quebrada, e foi. O governo paralelo que as empreiteiras de obras sempre exerceram no Brasil, mais importante que qualquer governo constituído, foi simplesmente riscado do mapa. Em suma: a Lava Jato virou uma nação inteira de ponta-cabeça. Havia um Brasil antes de Moro. Há um outro depois dele.

Moro e o seu time fizeram muito mais que condenar 385 magnatas, aplicar 3.000 anos de penas de prisão e recuperar para o erário, até agora, R$ 4,5 bilhões em dinheiro roubado. É bom notar, também, que em toda a Lava Jato não há um único trabalhador punido.

Viver é Perigoso

FIM DA PICADA

Viver é Perigoso

sábado, 28 de dezembro de 2019

FOI-SE O SÍMBOLO


A foice e o martelo ficaram pesados demais. O PCdoB adotará uma nova marca em 2020. Encobrindo as palavras “partido” e “comunista” de sua sigla.

O símbolo da foice e do martelo foi criado durante o período da Revolução Russa, em 1917. Significaria a união das forças entre os trabalhadores camponeses e os operários.

O idealizador do símbolo foi o artista russo Evgueni Kamzolkin, que, curiosamente, não era comunista, vinha de uma família bastante rica e era um homem muito religioso.

Blog: Na vida toda conheci pessoalmente só um comunista. Não me esqueço. Ele adorava coca-cola e não tirava a sua surrada calça Lee. Tinha dois pares de tênis All Star. Sabia todas as músicas do Bruce Springsteen, porém não gostava  da "Born In The USA ". 
Depois de uma cerveja e uma pinguinha, disparava a repetir o verso de Gonçalves Dias:
"Viver é lutar. / A vida é combate, / Que os fracos abate, / Que os fortes, os bravos / Só pode exaltar’”.

Viver é Perigoso

FALANDO FRANCAMENTE !


"Radio Jovem FM - Seria honesta, apartidária, sempre buscando a verdade e sempre independente. Não só por palavras mas por ações. Este foi e sempre será o nosso objetivo".

07/Setembro/1986

Eng. Mafra

Um presente de final de ano. O admirado Programa "Falando Francamente" na Rádio JovemFM (98,7), volta ao ar no dia 11 de janeiro de 2020.

Imperdível. Aos sábados das 11:00 horas até o meio-dia. Claro, com o registro das observações dos ouvintes pelo telefone.

Como sempre conduzido pelo Drs. Mafra e Roberto Lamoglia.

Muito honrado em ser convidado para participar do primeiro programa de 2020.

Sinceramente, já não estava mais aguentando esse silêncio ensurdecedor.

Nos encontraremos lá.

Viver é Perigoso     

FELIZ ANO NOVO |!


                                  Dica para levar o seu drink no reveillon no Parque.

Viver é Perigoso

O OTIMISTA VAI NA ONDA


Viver é Perigoso

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

CANTINHO DA SALA

Antonio Bandeira
Viver é Perigoso

MAIS ENROLAÇÃO

Viver é Perigoso

CULTURA NO MUNICÍPIO - SEGUNDO CADERNO


Tomei conhecimento (tardiamente) do www.segundocaderno.com e mesmo sem autorização republicamos um balanço interessante sobre o investimento na cultura itajubense no ano 2019.

Esses dias, contagiado pelo valioso ócio que nos acomete no recesso de fim de ano, visitei o Parque Municipal de Itajubá, o grande diamante de campanha da atual prefeitura. Chamou-me de cara a atenção a enorme estrutura que foi montada para “comemorar” o Natal na cidade. Já havia visto a praça central enfeitada (e que, confesso, achei bem cafona), mas o Papai Noel resolveu investir pra valer (e com as contas públicas) nos luxuosos enfeites do parque.

Consultando o Portal Transparência, levei um pequeno susto: R$350.000,00 gastos com enfeites e iluminações de Natal. Outros R$35.000,00 (ou seja, 10% do valor dos enfeites) foram investidos em shows para cobrir o período entre o Natal e o ano novo. Um Natal no valor de, no mínimo (vide observação colocada ao fim do texto), R$385.000,00 bancados pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECUT).

Não sou contra que esta quantia de dinheiro seja destinada à cultura. É dever do Poder Público promover espaços culturais, incentivar a arte, e garantir a todos acesso a entretenimento, cultura, diversão, momentos de convivência e trocas. O meu ponto é exclusivamente em relação à qualidade do gasto.

Itajubá é uma cidade universitária, localizada num relevante polo turístico de belezas naturais e peculiaridades culturais que certamente a tornam potencialmente um grande palco de arte e cultura. Mas a lógica dos investimentos da atual gestão da SECUT, ao menos pelos dados expostos no Portal Transparência, revela outra visão sobre o que é promover cultura.

Levantando os contratos fechados pela SECUT durante 2019, é possível observar que, dos R$1.044.000,00 contratados pela Prefeitura em cultura, os gastos se dividem na seguinte proporção:

1) Gastos com natal: R$385.000,00 – 37%
2) Gastos com aniversário da cidade: R$ 615.000,00 – 59%
3) Gastos com organização do Enduro da Independência: R$15.000,00 – 1,3%
4) Gastos com consultoria e assessoria cultural: R$29.000,00 – 2,7%

Representando graficamente, teríamos o seguinte panorama:

Além de me assustar com a (des)proporção dos gastos, a análise dos contratos celebrados em 2019 é gritante também pelo seu silêncio: não se vê qualquer iniciativa que dialogue com artistas e movimentos culturais locais, qualquer nova política pública de média e longa duração, e sequer o planejamento de políticas culturais além da mera organização de mega eventos em datas pontuais e com custos altíssimos. Em outras palavras, por durante todo um ano, basicamente tivemos contratos celebrados para a organização de 2 grandes eventos, somando um total de mais de um milhão de reais.

A questão que fica é: qual a prioridade e interesses que regem atualmente a promoção da cultura em Itajubá?

Observação: estranhamente, alguns processos licitatórios abertos pela SECUT durante o ano referentes a eventos já passados ainda aparecem como não encerrados no Portal Transparência, não sendo possível computar seus dados. É o caso dos shows realizados na Festa do Pastel de Milho, e outros gastos com banheiros, seguranças e estruturas de palco.

Se pegarmos, por exemplo, o analítico de empenhos da Secretaria referente aos meses de fevereiro e março, conseguimos ver outros muitos gastos com a realização das comemorações do aniversário da cidade, que totalizam mais de 1,3 milhões de reais:
Também se pegarmos o analítico de empenhos referentes aos meses de novembro e dezembro, outros vários gastos relacionados à manutenção dos eventos de fim de ano aparecem totalizando o valor de mais de R$520.000,00:

Aparentemente, também a transparência não tem sido um foco de muita atenção pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo em Itajubá.

Pedro Gama - www.segundocaderno.com

Viver é Perigoso

ANOTA AÍ, ZANIN !

Viver é Perigoso

NÃO NOS TENHA COMO ARROGANTES


"...No seu lado positivo, arrogância é sinônimo de altivez, coragem, de assumir suas próprias opiniões, identidade ou personalidade. Ser arrogante é assumir a responsabilidade sobre as coisas importantes. É defender ideias e opiniões.

Não seria essa a essência da democracia? Talvez a arrogância, pelo menos nesse sentido, seja um elemento importante na construção de uma sociedade justa e democrática.

Apatia é o contrario. É a falta de emoção, motivação ou entusiasmo. Representa o desinteresse, a indiferença, a insensibilidade aos acontecimentos. Apatia não constrói coisa alguma. Mas pode destruir. Pode destruir uma comunidade. Levar a grandes desastres. Levar à tolerância e à conivência com grandes injustiças.

Apatia é não reconhecer nossa responsabilidade com a comunidade em que vivemos.

Construir uma sociedade melhor é trabalho duro. É esforço diário e constante que requer a colaboração de todos. É necessário que cada um assuma a responsabilidade pela sua construção, defendendo ideias, ações, identidades e posições. A melhoria de todos depende de cada indivíduo.

Não existe espaço para apatia. Mas existe um lugar para a arrogância.

Frequentemente falamos de um tempo em que as coisas eram mais doces, as pessoas mais generosas, a sociedade mais justa e a vida melhor. Isto, muitas vezes, é apenas fantasia, travestida de realidade.

Por outro lado, se hoje nos tornarmos cidadãos mais arrogantes e menos apáticos, talvez possamos, no futuro, lembrar do nosso progresso e experimentar uma sociedade melhor. Viver a realidade, fantasiada de ideais."

Elton Simões

Viver é Perigoso

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

OUTROS TEMPOS



Viver é Perigoso

CLARIN DA BOA VISTA - SAÚDE


Há muito, os especialistas, após muitas pesquisas, cocluiram que o controle de peso, após os 50 anos de idade, deve ser feito pelo casal. A individualidade deixa de ser importante. Afinal, o casal alimenta-se quase sempre junto e a influência de um sobre o outro, nesse campo, passa a ser total.

Tornam-se umbilicalmente ligados.

Apuradas pesquisas levaram a conclusão que o peso limite para o casal, na faixa de dos 50/80 anos, vem a ser de 150 kgs.

Por exemplo, 75 + 75, ou comumente, 90 + 60 kgs.  Repetindo: Soma máxima.

Nos países do terceiro mundo, a responsabilidade sempre é da mulher, que não poderá afastar os olhos, semanalmente, da balança. Resumindo, é dela a responsabilidade para que os 150 kgs não seja ultrapassado.

Vive é Perigoso 

ESCAPOU !

Viver é Perigoso

quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

BELO MONTE !


Um assunto sério que, certamente, será objeto de apresentação/discussão/aprendizado na nossa Unifei, uma vez que envolve engenharia mecânica e elétrica, meio ambiente e administração. 

Estamos diante de uma absurdo.

A hidrelétrica de Belo Monte acionou em novembro/2019 a sua última turbina para retirar energia das águas do rio Xingu, em Altamira, no Pará. 

Belo Monte chega ao acionamento integral de suas 18 máquinas de sua casa de força principal, além de outras seis turbinas menores, de barragem complementar.

O ato marcou a conclusão de uma das obras mais caras da história do Brasil, com valor aproximado de R$ 40 bilhões, a custos atuais, passados nove anos desde o seu leilão – quando o então presidente Lula fez a Eletrobrás montar um consórcio para apresentar uma proposta pelo projeto, sendo a única oferta que houve.

A Norte Energia é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), ou seja, uma empresa que tem como único objetivo construir e explorar a hidrelétrica de Belo Monte, pelo prazo de 35 anos. Seus sócios são a estatal Eletrobrás, que detém 49,98% da operação, os fundos de pensão Petros, da Petrobrás, e Funcef, da Caixa (com 20%, no total), e as empresas Neoenergia, Vale, Sinobras, Light, Cemig e JMalucelli.

O projeto que desde o início teve a sua viabilidade financeira questionada por causa da forte oscilação do nível de água do Rio Xingu.

A Norte Energia, dona da hidrelétrica, quer agora autorização para construir usinas térmicas – mais caras e poluentes – nos arredores da hidrelétrica, para complementar sua geração de energia.

A justificativa central da concessionária é que a sua barragem principal, estrutura que responde por mais de 98% da capacidade de geração – são 11 mil megawatts, contra apenas 233 MW da barragem complementar –, tem de ficar completamente desligada por um período de cerca de cinco meses, todos os anos, por causa da baixa vazão do Rio Xingu. A seca no Xingu se concentra nos meses de julho a novembro. Com pouca água correndo, as máquinas são desligadas, sob o risco de entrarem em pane. 
Não é por acaso que, apesar dos 11.233 MW de potência, Belo Monte entrega, efetivamente, uma média de 4.571 MW por ano.

Entre agosto e novembro deste ano, por exemplo, o volume total de água que passou pelo Xingu permitiu uma geração média de algo entre 276 e 568 MW apenas, quando a capacidade mínima de cada uma das 18 turbinas da casa de força principal de Belo Monte é de 611 MW. Ou seja, nesse período não foi possível ligar nenhuma máquina.

Não foi falta de informação, nem erro de cálculo. Construir Belo Monte foi uma decisão política, e que envolveu um esquema de corrupção de alto nível. O Rio Xingu nunca teve água suficiente para mexer todas as turbinas ali instaladas. Isso não é um dado novo, é um fato histórico do qual todos os engenheiros e gestores públicos tinham ciência.

E tem mais: 

A Norte Energia sustenta, em sua argumentação, que as duas linhas de transmissão de Belo Monte que saem do Pará e seguem para a Região Sudeste – obras que custaram mais de R$ 15 bilhões e que pertencem aos chineses da State Grid – ficam sub-utilizadas boa parte dos meses por causa da “enorme variação sazonal das vazões e da ausência de reservatório para a regularização”.

(Imprensa)

Viver é Perigoso

MOÇA BONITA



Fiona Frances Elaine Campbell-Walter , nascida em 25 de junho de 1932 em Auckland, é uma modelo britânica da década de 1950, citada como a "mais bela" modelo da Vogue"

Fiona Campbell-Walter tornou-se a terceira esposa do rico barão Hans Heinrich Thyssen-Bornemisza de Káscon em setembro de 1956 e se aposentou da profissão de modelo. 
Após o casamento ela se torna Baronesa Thyssen.

Na primavera de 1969, ela brevemente chegou às manchetes por causa de um caso, descrito como intenso,  com Alexandre, filho de Aristóteles Onassis, dezesseis anos mais novo que ela: planos para o casamento são anunciados e cancelados.

Alexander Onassis morreu em janeiro de 1973 em um acidente de avião, selando sua separação.

Viver é Perigoso

NOSSA ESCOLA


Lembrando que teremos eleição para a escolha de Reitor em 2020.

O governo Jair Bolsonaro editou uma medida provisória (publicada em edição extraordinária no Diário Oficial, (ontem 24/12) que altera o formato de escolha de reitores de instituições federais de ensino. O texto reduz a autonomia das universidades ao eliminar possibilidade de consulta paritária à comunidade acadêmica.

A medida provisória tem força de lei mas precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional no prazo de até 120 dias. Caso não seja apreciada pelos parlamentares, perde a validade.

Com a medida, publicada, passa a ser obrigatório uma consulta à comunidade acadêmica em que o peso de voto dos professores é de 70%. Os votos de servidores técnico-administrativos e de estudantes terão 15% de peso por categoria.

A partir do resultado, obtido por média ponderada, uma lista tríplice deve ser encaminhada ao presidente da república, que tem liberdade para nomear um dos três nomes. 

Essas regras já existiam na legislação anterior, mas havia a possibilidade de uma consulta paritária dentro da instituição. Após essa votação, os conselhos universitários (que contam com maior representação de professores) constituíam a lista tríplice de modo a respeitar a vontade da comunidade. Isso ocorria em várias universidades. 

Também caberá ao reitor a escolha de seu vice e dos dirigentes das unidades. Até agora, cabia a cada instituição definir a forma de seleção desses cargos e a maioria fazia votações. O vice também concorria na mesma chapa do reitor, o que é eliminado pela medida provisória.

Viver é Perigoso

O REENCONTRO



Tarde para reencontrar a excelente companhia conhecida e desfrutada ontem a noite. Talvez não com a mesma aparência exuberante. Mais à vontade, solta e sem provocar surpresas.
Alguns insistirão em ficar mais uns dias, mas o melhor e até mais saudável para todos, que a despedida aconteça hoje.

Valeu leitoa, peru, chester, farofa, tutu, maionese e tortas.

Viver é Perigoso

NOS ENCONTRAREMOS LÁ


Lionheart é a joia oculta da Netflix.

O filme não teve tanta repercussão como o último de Martin Scorsese, I Irlandês, protagonizado pelo trio de veteranos atores formado por Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci. 

A produção nigeriana Lionheart, entretanto, é a mais bem avaliada da plataforma, de acordo com o Rotten Tomatoes, o prestigioso e temido site que calcula a nota média dos filmes de acordo com o cômputo das críticas profissionais de diversos veículos de comunicação. 

Lionheart tem a melhor avaliação, um unânime 100%, contra 97% de História de um Casamento e 96% de O Irlandês. Como é possível ?

Em Lionheart a trama gira em torno de Adaeze, a filha de uma família nigerina rica, formada nos EUA, que, quando seu pai fica doente, deve assumir o controle da empresa de transportes da família, Lionheart, e demostrar sua capacidade de liderança. 

Dirigido e protagonizado pela estrela africana Genevieve Nnaji (Nigéria, 1979), não oferece somente o relato de uma mulher inteligente e capaz: também introduz uma imagem do continente africano honesta e próxima.

Segundo o The New York Times, “Lionheart fala sobre a importância de preservar um legado familiar, a necessidade de que exista consenso entre as classes e grupos étnicos da Nigéria, e a sabedoria das gerações anteriores, até mesmo quando a mudança é necessária” (El Pais)

Blog: Vamos ver hoje à noite.

Viver é Perigoso

VALE DA ELETRÔNICA

Após quatro anos consecutivos de queda no faturamento, as indústrias localizadas no Vale da Eletrônica, em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas Gerais, enfim encerrarão o ano com números positivos. Embora ainda pequeno em relação à retração acumulada nos últimos exercícios, o avanço de cerca de 5% sobre o ano anterior é considerado positivo pelo representante do Arranjo Produtivo Local (APL).

Levantamento recente do Sindvel - Sindicato das Ind. Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica, mostrou que somente os investimentos em pesquisa, inovação e desenvolvimento de produtos que as empresas do APL fizeram nos últimos anos chegaram à média de R$ 300 milhões por ano. Como resultado, um faturamento de R$ 1 bilhão em novos negócios deverá ser atingido entre 2020 e 2021, comprovando as expectativas do dirigente.

Assim, para o próximo exercício, a perspectiva é de que o polo fature entre 30% e 35% a mais que neste ano, de maneira a recompor parte das perdas acumuladas até aqui. Segundo ele, as 150 indústrias locais estão preparadas para o aumento da demanda, pois, atualmente, operam com cerca de 70% da capacidade instalada.

O Vale da Eletrônica é nacionalmente conhecido pelo desenvolvimento de tecnologias como a do padrão brasileiro de TV digital e da urna eletrônica e por atuar de forma pioneira na internet 5G. Para o ano que vem, entre os novos produtos estarão soluções para indústria 4.0, Internet das Coisas, biotecnologia sustentável para o campo, o mais avançado equipamento eletrônico de medida protetiva para a mulher e eletromédicos de diagnóstico à distância.

Destaca-se ainda que o polo segue empregando quase um terço da mão de obra da indústria eletrônica em Minas Gerais, com cerca de 14,7 mil pessoas atuando na produção de 14.500 diferentes produtos. Em 2018, as empresas que integram o APL faturaram R$ 3,2 bilhões.

Diário do Comércio

Blog: Alguma alma boa já viu/leu alguma análise/balanço de desempenho e expectativas sobre o setor industrial de Itajubá, via Simmei - Sindicato das Indústria de Itajubá ? Ajudem-nos.  

Viver é Perigoso