sexta-feira, 20 de setembro de 2019

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


Ultimamente a minha leitura preferida é de biografias. 

Porém confesso: Não me interessaria, em princípio, ler a autobiografia da Senhora Arlette Pinheiro, ainda mais com o sub-título de "Prólogos, Ato, Epílogo".

Muda de figura após descobrir que a dona da autobiografia é a Fernanda Montenegro, primeira dama do teatro e cinema brasileiros.

Companhia das Letras - 392 páginas.

Escreveu a atriz: " Tudo vai se harmonizando para a despedida inevitável. Inarredável. O que lamento é a vida durar apenas o tempo de um suspiro. Mas acordo e canto.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: