sexta-feira, 27 de setembro de 2019

FUTURE-SE


Muito discutido, o Programa Future-se do Ministério da Educação tem o objetivo de dar autonomia financeira a universidades e institutos federais por meio do fomento à captação de recursos próprios e do empreendedorismo.

A adesão é voluntária.

Pesquisa feita e publicada pelo jornal "O Estado de São Paulo"  mostrou que a maioria das 63 universidades federais decidiu não aderir ao programa. Para ser preciso, vinte e sete  universidades federais já decidiram não aderir ao Future-se. Entre elas, cinco situadas em Minas Gerais: UFMG/UFJF/UFSJ/UFOP/UFU.  Sete delas têm posição crítica, entre elas, Unifal e UFVJM de Minas Gerais. Vinte e sete ainda não se decidiram. Duas delas não responderam.

A nossa Escola, ou não se decidiu ou não respondeu.

O Future-se passou por consulta pública e o MEC espera finalizar o Projeto de Lei, ainda em Outubro, para ser enviado ao Congresso.

Repetindo, a ideia do Future-se é a captação de recursos próprios pelas instituições e a gestão por meio de OSs - Organizações sociais no ensino superior público.

É notório que o clima entre os dirigentes de universidades e do MEC não é de harmonia. Pelo contrário.

Viver é Perigoso  

Nenhum comentário: