segunda-feira, 30 de setembro de 2019

SÓ BEATLES



Viver é Perigoso

ESCLARECIMENTO


Deu no Blog www.aleivosiascomlimao.blogspot.com :

Agora tá explicado porque Itajubá não vai prá frente ( nem para os lados).

Blog: Pelo visto, considerando a fiação, para cima também não vai. 

Viver é Perigoso

DANDO UMA DE HERÓI !


Morando num apartamento em Curitiba. Com toda a segurança do planeta. Refeições nas horas certas. Frigobar com guloseimas. Aparelhos para ginástica. Banheiro privativo. Visitas selecionadas pelo detento. Tratamento especial para a namorada. Banho de sol diário. Internet, televisão por assinatura e papo liberado com jornalistas amigos. Lá fora, oito assessores e dois carros pagos pelos brasileiros, sendo dois motoristas, quatro cuidando da segurança (???) e dois para cuidar de assuntos pessoais. Na certa nunca viu ou passou perto de um companheiro de prisão. Ah ! e mais doze mil reais por mês, sem contar as aposentadorias.

A mudança de ideia seria imediata caso, como um brasileiro normal condenado recebimento de propina e formação de quadrilha, estivesse pagando pena numa prisão padrão Brasil, com celas superlotadas e guerra de facções.

A justiça do Paraná poderia fazer uma experiência.

Viver é Perigoso 

domingo, 29 de setembro de 2019

CONTRA ATAQUE


Agradecendo aos amigos o carinho das mensagens recebidas pelos meus 72 anos, ouso tentar atingi-los com uma escrita meio sem pé e sem cabeça.

"Contento-me com pouco, mas desejo muito."

Miguel de Cervantes

Meu pai, como todos os meus tios, exceto, creio eu, o querido Tio Geraldo, que teve a possibilidade de estudar um pouco mais e foi ser bancário no Banco Hipotecário e Agrícola de Minas Gerais, fundado em 1911 e com agência na Rua Nova.

Convocado para a 2ª Guerra Mundial e servindo na Guarda Costeira no nordeste do País, voltou para casa e para casar, em 1945, com o bonita telefonista Izaldina, que todos tratavam por Dina.

Na época, a segunda-feira era sagrada pelos padeiros. Dia de folga geral e pão, só de ontem.

Foi numa segunda-feira, 29 de setembro de 1947, que eu cheguei na chamada Vila Riera, hoje Rua Jayme Martins Riera, na Boa Vista, é claro. Tempo em que as crianças chegavam diretamente nas casas com o providencial auxílio de uma parteira do bairro.

O João Riera Lima, com quem passamos este 29 de setembro e que comemora seus 11 anos, nasceu em Mogi Guaçu, também numa segunda-feira.

A data de 29 de setembro é celebrada pelos cristãos, judeus e muçulmanos como uma homenagem ao arcanjo São Miguel, o "anjo do arrependimento e da justiça".

Para encher linguiça e completar o texto, mais uma vez confesso a minha admiração pelo personagem da literatura Dom Alonso Quijano, mais conhecido como Dom Quixote de La Mancha.  Meu personagem favorito.
Obra extraordinária do espanhol Miguel de Cervantes Saavedra, também nascido numa segunda-feira, dia 29 de setembro de 1547.

O livro "Dom Quixote de La Mancha" teve sua primeira edição publicada em 1605, sendo o segundo livro mais traduzido no mundo. O primeiro é a Bíblia.

No capítulo VIII do livro há um episódio emblemático em que Dom Quixote, ao chegar a uma planície, confunde cerca de trinta moinhos de vento com gigantes, decidindo enfrentá-los sozinho. Sancho, seu escudeiro, ainda tenta alertá-lo da ilusão, mas Quixote insiste e parte para o ataque a um dos moinhos, sendo derrubado juntamente com seu cavalo Rocinante por uma das pás. Em seguida, Sancho vai ao socorro do seu mestre e o questiona sobre como como pôde cometer tamanho engano. Esse episódio é a origem da expressão "lutar contra moinhos de vento", no sentido de atacar inimigos imaginários ou de realizar esforços em vão.

É o que tenho feito.

Curiosidades:

É bem notória a coincidência das datas de morte de dois dos grandes escritores da humanidade, Cervantes e William Shakespeare, ambos com data de falecimento em 23 de abril de 1616.  Sabe-se que Albert Einstein lia Dom Quixote. Era o romance que levava em suas viagens e sempre o tinha em sua mesa de cabeceira.

Viver é Perigoso

sábado, 28 de setembro de 2019

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

DEVE TER DOÍDO TANTO QUANTO


Sei não, mas para o Lula, o pedido de progressão do regime feito pela Lava Jato deve ter doído tanto quanto da condenação. Ou mais.

A força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba pediu hoje à Justiça que seja concedida a progressão de regime para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O pedido, com base em contagem de prazos e no bom comportamento do ex-presidente, foi remetido à juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara de Execuções Penais do Paraná, e será comunicado também ao relator dos casos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, o ministro Edson Fachin.

Pensando alto, com essa "zona judiciária e política" estabelecida em Brasília iriam soltar todos os condenados mesmo, então vamos adiantar e soltar nós mesmos. Não vai parecer conquista, mas sim dó. 

Todos os procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba assinam o pedido: Deltan Dallagnol; Januário Paludo; Antonio Carlos Welter; Orlando Martello; Paulo Galvão; Júlio Carlos Motta Noronha; Roberson Henrique Pozzobon; Juliana de Azevedo Santa Rosa Câmara; Laura Gonçalves Tessler; Athayde Ribeiro Costa; Jerusa Burmann Viecili; Marcelo Ribeiro de Oliveira; Felipe D'Élia Camargo; Antonio Augusto Teixeira Diniz e Alexandre Jabur.

Pois é...

Viver é Perigoso

PRÁ PENSAR


Mais uma discussão da vida real...

O que decidir perante um paciente oncológico com doença muito avançada e sem possibilidades terapêuticas?

Pacientes lutam pelas suas vidas durante todo o tempo, assim como seus familiares e as equipes multidisciplinares responsáveis.

Mas quando decidir sobre o fim dessa luta?

Esta decisão pode significar o fim de um sofrimento, assim como a continuação de uma luta em vão. Podemos interpretar que o paciente deve passar por isso ?

Mas quais são os limites ?

Até onde devemos seguir com as terapêuticas, às vezes tão agressivas e deletérias como a própria doença ?

Até que ponto podemos interferir ?

Na maioria das vezes o paciente se encontra em uma situação tão delicada a ponto de não ser capaz de decidir...

Onde fica a esperança?

Há interesses materiais envolvidos ?

Sei que devemos deixar a cargo das Esferas Superiores tais decisões... Provas ? Expiações ?

A vida humana é preciosa, mas também frágil...

A experiência de mais de 20 anos de UTI é fascinante, não apenas quanto ao progresso da ciência, da própria medicina, da evolução dos Hospitais, mas só vem a confirmar que lidar com o ser humano é a principal dificuldade....

Para refletir !!!!

Dr. Fernando Brunori

Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

BOND GIRL BRASILEIRA


Manuela, a única Bond girl brasileira da história faz uma pequena participação no 11º filme da franquia. Interpretada pela atriz arubana Emily Bolton, que depois seguiu carreira na TV, em séries como "Space: 1999" e "Capital City", ela é o contato de Bond no Rio de Janeiro, na missão em que o agente precisa destruir orquídeas negras capazes de acabar com a humanidade.

Pois é, a única Bond girl brasileira era de Aruba.

Viver é Perigoso

LOS CHICANEROS

Viver é Perigoso

NÃO DEVE SER APROVADO NEM A PAU



A vereadora Marcela Mary dos Santos Monteiro (PV) da cidade de Borda da Mata apresentou um Projeto de Lei para acabar com a disparidade entre o salário de vereador e de professor, reduzindo em 51% o salário dos vereadores para equiparar com os vencimentos de um professor do ensino fundamental.

Os vereadores de Borda da Mata, no Sul de Minas, têm duas sessões ordinárias por mês. Cada reunião dura, em média, 30 minutos. O salário mensal de cada parlamentar é de R$ 3.061,80, bruto.

Já um professor de ensino fundamental da cidade trabalha 25 horas semanais, ou seja, cerca de 100 horas por mês, e tem um salário base de R$ 1.598,58.

O presidente da Câmara, Benedito Delfino de Mira (PSDB), disse que o projeto deverá ser apreciado em única votação na reunião do dia 11 de outubro. Para ser aprovado, o projeto precisará receber 6 votos, dos 11 vereadores. Se passar, o salário dos vereadores da próxima legislatura 2021/2024 será de R$ 1.500.

O presidente da Câmara afirma que seria a favor de que os vereadores fossem remunerados pelo dia de serviço trabalho. “Meu pai foi vereador 50 anos atrás. Naquela época, eles só recebiam o dia de serviço. Eu era a favor de que, cada reunião que fosse, poder ganhar R$ 100, que é o dia de serviço, e pronto”.

Viver é Perigoso

FUTURE-SE


Muito discutido, o Programa Future-se do Ministério da Educação tem o objetivo de dar autonomia financeira a universidades e institutos federais por meio do fomento à captação de recursos próprios e do empreendedorismo.

A adesão é voluntária.

Pesquisa feita e publicada pelo jornal "O Estado de São Paulo"  mostrou que a maioria das 63 universidades federais decidiu não aderir ao programa. Para ser preciso, vinte e sete  universidades federais já decidiram não aderir ao Future-se. Entre elas, cinco situadas em Minas Gerais: UFMG/UFJF/UFSJ/UFOP/UFU.  Sete delas têm posição crítica, entre elas, Unifal e UFVJM de Minas Gerais. Vinte e sete ainda não se decidiram. Duas delas não responderam.

A nossa Escola, ou não se decidiu ou não respondeu.

O Future-se passou por consulta pública e o MEC espera finalizar o Projeto de Lei, ainda em Outubro, para ser enviado ao Congresso.

Repetindo, a ideia do Future-se é a captação de recursos próprios pelas instituições e a gestão por meio de OSs - Organizações sociais no ensino superior público.

É notório que o clima entre os dirigentes de universidades e do MEC não é de harmonia. Pelo contrário.

Viver é Perigoso  

RETRATO EM PRETO & BRANCO


De modo geral a gente acaba ficando sem paciência para ler as opiniões de pessoal de esquerda. Entende-se que a maioria perderam benesses com o novo governo. Ou fazem parte de uma minoria ou têm amigos e conhecidos enquadrados nela.

Mas é saudável lermos e analisarmos sobre o que pensam pessoas preparadas e equilibradas, mesmo que não concordamos na totalidade com os seus posicionamentos. 

Caso da coluna da Elena Landau hoje no Estadão.

"Em seu discurso na ONU, Bolsonaro foi ele mesmo. Em tom quase belicoso confirmou, com orgulho, os desacertos das suas políticas internas e externas. Mais um constrangimento que se junta à lista que marca sua presidência. A lista é longa e ampla nos temas, do desrespeito aos direitos humanos à negação da ciência, o festival é assustador. A começar pelo pouco apreço à vida dos seus “inimigos” – dos esquerdistas aos presos comuns –, refletido nas suas homenagens a ditadores e torturadores, e o aplauso à degola em presídios.

Bolsonaro transforma em inimigos todos que divergem de suas convicções. Há limitação à liberdade de expressão, abandono do compromisso com um estado laico e demonização da mídia, nacional e internacional. Revela enorme preconceito com sua obsessão com homossexualidade e questões de gênero. Na cultura, ele ignora artistas reconhecidos, como fez com o prêmio Camões dado a Chico Buarque, ou na indiferença com a morte de João Gilberto. Como o exemplo vem de cima, o diretor da Funarte se sentiu à vontade para ofender Fernanda Montenegro. Na sua visão, os comunistas estão por todos os lados, crescendo de forma inversamente proporcional à piora da avaliação do governo.

O presidente vai radicalizando no discurso autoritário, se recolhendo ao grupo que, quase religiosamente, ainda o apoia. Aos amigos, tudo. Cargos são distribuídos sem critério além da fidelidade absoluta, gerando o que se vê na condução dos Ministérios da Educação, Relações Exteriores e Meio Ambiente. Para a família não há limites. A ocupação do governo com pautas pessoais é evidente. A intervenção nos órgãos de fiscalização, como Coaf, Receita e PGR, ou a tentativa de afastar o diretor-geral da Polícia Federal, foram feitas quando tais instituições chegaram próximas dos seus. Não enrubesceu ao indicar o filho como embaixador, apesar do seu despreparo, confirmado pelas rotineiras postagens nas redes sociais.

Nem a ciência escapa. O terraplanismo domina ações públicas implementadas com base em achismos. Bolsonaro acaba, numa canetada, com anos de experiência acumulada em diversas áreas, como o uso da cadeirinha para crianças nos carros e os ataques ao Inpe. E o Brasil vai virando piada, isolado e retirado dos debates mais relevantes na economia mundial, do acordo UE-Mercosul à Cúpula do Clima na ONU. Seu discurso reforçou esse caminho.

O obscurantismo das ideias do presidente poderia ser apenas tema de paródias, se ele fosse uma rainha da Inglaterra. O tratamento dispensado a quem dele discorda é grave. Ameaças explícitas ou veladas levam à autocensura em diversas instituições, consequência do um instinto de preservação, ou covardia, de alguns funcionários públicos. Ninguém escapa, nem mesmo o alto escalão ministerial, como mostra a passividade dos ministros Moro e Guedes às intervenções nas suas áreas. Essa censura silenciosa que afeta a Receita Federal ou a cultura, em tão pouco tempo de governo, é um retrocesso democrático claro. Calar a divergência, a crítica, o debate é o caminho para o autoritarismo.

Há quem ainda argumente que uma suposta agenda econômica liberal compense tudo isso. Esse discurso não faz sentido algum. A economia vai mal, com crescimento medíocre e desemprego elevado. O Executivo está confuso e inoperante. A reforma da Previdência só andou porque a Câmara assumiu o protagonismo, como vem fazendo com a reforma tributária. 

A abertura comercial não veio e se resume a concessões de ex-tarifários, regime em que a redução de tarifas se aplica a bens sem produção nacional, e é continuidade de uma política que até Dilma praticava. A privatização não existe para além do anúncio de uma lista tímida de empresas. A reforma do Estado até o momento é um conjunto de ideias colocadas de forma desorganizada na mídia. O novo pacto federativo é um mistério a ser desvendado.

Tendo entregue bem menos do que prometeu, nem mesmo Guedes está protegido dos humores de Bolsonaro, que anda impaciente com a falta de recursos para investir. Foi obrigado a demitir Marcos Cintra por conta da CPMF, tributo de seu gosto e que, aliás, continua defendendo. As promessas já não encontram o mesmo eco na sociedade. Como o menino pastor que gritava lobo, a credibilidade vai sendo perdida.

Ainda que a economia estivesse indo de vento em popa, e uma agenda verdadeiramente liberal estivesse em curso, nada justifica ignorar os arroubos autoritários de Bolsonaro. Sem democracia não há liberalismo, que é muito mais que uma receita econômica. Não existe a separação entre economia e o resto. O chamado milagre econômico dos anos militares, que terminou com hiperinflação e a pior distribuição de renda do mundo, não apaga as monstruosidades cometidas, nem justifica o AI-5, como querem alguns."

Elena Landau

Viver é Perigoso

PÔ, JANNOT !!!

Rodrigo Janot, que está escrevendo um livro sobre sua gestão como PGR, disse ao Estadão que foi armado ao Supremo para matar o ministro Gilmar Mendes.

“Não ia ser ameaça, não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele e depois me suicidar.”

O ex-PGR explica que saiu do sério quando Gilmar espalhou uma história mentirosa envolvendo sua filha.

“Foi logo depois que eu apresentei a sessão (…) de suspeição dele no caso do Eike. Aí ele inventou uma história que a minha filha advogava na parte penal para uma empresa da Lava Jato. Minha filha nunca advogou na área penal… e aí eu saí do sério.”

O Antagonista

Viver é Perigoso

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

FATO



O principal foco gerador de insegurança no País está localizado no STF.

Viver é Perigoso

USO & COSTUMES


Fácil de constatar. Nos últimos tempos nenhuma, vamos dizer assim, categoria, conseguiu elevar o seu espaço na sociedade como os cães. Logicamente que não por iniciativas próprias e mobilização da classe.

Alguém que tomou o barco há uns 20 anos, caso voltasse para uma espiadela, não acreditaria.

O "melhor amigo do homem" tem uma participação ativa em grande parte das famílias. De forma efetiva e também econômica.

Impressionante a quantidade de lojas e salões de beleza existentes e que vem sendo abertas no Pais. Já existe na TV paga canal com atrações para o bichinho distrair. Hotéis e hospedagens existem há tempos. Planos de saúde, praça com atrações em shoppings, comidas balanceadas, complexos vitamínicos e em São Paulo, vans com poltronas individuais buscam os cães nos chics condomínios para, em academias próprias e por períodos diários, divertirem com colegas e receberem orientações e aconselhamento.

Ouvi de uma amiga sobre a preocupação de uma sua colega. A Daianne, sua companheira canina estava internada e no soro em uma clínica própria após passar por uma sessão de radioterapia. A situação era considerada seríssima. (lamentavelmente a Daianne - então com 14 anos - veio a tomar o barco). É a vida...

Mais de uma vez já presenciei conversas, e tudo indica não unilateral, entre cães e donos. Aliás, o pessoal não gosta de ser tratado como dono e sim como alguém mais próximo, tipo filho, filha ou mesmo amigo.

Fico pensando, eu que sempre tive e gostei de cães (sempre do lado de fora de casa) o que tem levado a esse empoderamento canino. Talvez solidão ?

Viver é Perigoso 

A INVEJA É...

Viver é Perigoso

VENTOS DE GUERRA


Sobre a situação do Laboratório de Extra-Alta tensão do Senai, em construção em Itajubá, cujas obras encontram-se paralisadas por falta de recursos (números do Diário do Comércio):

Ou mudam toda a configuração de responsabilidades ou projeto ficará para as calendas gregas. O que, face aos investimentos já realizados, seria ruim.

Visão própria do "Viver é Perigoso": O interessante projeto foi capitaneado, desde o seu início, pelos Srs. Robson Andrade e Olavo Machado, dirigentes de importante empresa industrial do setor elétrico de média e alta tensão, localizada em Itajubá. Por longo tempo os empresários estiveram à frente da Federação das Industrias de Minas Gerais e Confederação Nacional das Indústrias. A Prefeitura Municipal cedeu a área para o Senai construir o Laboratório e a Unifei teria acordado o fornecimento de suporte técnico ao projeto.

Dada a largada para construção, com investimentos em projetos e obras de infraestrutura, aconteceu (como previsto) mudança na direção da Fiemg, nos governos federais e estadual. Foi deixado claro, por todos, a dificuldade de obtenção dos recursos necessários.

Para complicar a guerra, os idealizadores iniciais tiveram dificuldades com Operação da Polícia Federal, gerando problemas e desgastes num momento crítico.

O Senai (sob nova direção da Fiemg) desistiu do projeto e repassou para a CNI, que estaria tentando devolvê-lo para o Senai.

Segundo consta, o projeto foi orçado em R$ 438 milhões, aparentemente sem considerar a área doada pelo povo itajubense. Sendo:

Fiemg/Senai - R$ 16 milhões

De uma forma ou de outra saindo dos cofres do governo de Minas Gerais :
Codemge - R$ 32 milhões
Fapemig  - R 40 milhões
Total MG - R$ 72 milhões

Aneel (imaginavelmente através da Cemig) - R$ 152 milhões

BNDES - (empréstimo bancário) - R$ 198 milhões

No atual cenário econômico torna-se quase impossível uma participação do governo mineiro. A Cemig está em pauta para ser privatizada e provoca dúvidas. A Fiemg/Senai, com as reformas na economia do País e a filosofia dos seus novos administradores, dificilmente voltará, exceto para tentar recuperar o investimento já feito. O BNDES é um banco (sério novamente) e emprestaria os recursos desde que com garantias de recebimento.

Cenário complicado enfrentado por um projeto interessante e no papel, face aos enormes investimentos, de sustentação e retorno distante. 

O Senhor Reitor da Unifei, segundo o Jornal do Comércio defende a ideia de buscar um novo modelo de governança para o projeto do laboratório. Ou seja: a participação de sócios privados. Não é fácil.

Não conheço o projeto, mas com certeza precisaria ser considerada algumas extraordinárias mudanças que vêm ocorrendo e que ocorreram no País. A alteração na matriz energética, com fortíssimas participações da energia eólica e solar, sem contar com o boom esperado no fornecimento do gás natural.

Muito importante a participação, tanto da Unifei como da PMI, como vem acontecendo, na busca de alternativas, com a prestação de esclarecimentos, disposição para futura retaguarda e parceria técnica e eventualmente o compromisso da construção de acessos, etc.  Caso existiu, o nosso erro foi assistir os acontecimentos (apesar dos alertas) de cima da ponte e não preditar o breque, como se acostumou por essas bandas. 

Em tempo e por curiosidade: Comenta-se que já foram gastos R$ 41 milhões. Quais dos participantes mencionados acima que colocaram o recurso ?  

Luta árdua.

Viver é Perigoso  


   





quarta-feira, 25 de setembro de 2019

MY SWEET LORD !



Viver é Perigoso

RATOS

Viver é Perigoso

PREVISÃO DO TEMPO


Ouvido outro dia, na Boa Vista, é claro:

Com esse Supremo e com esses senadores e deputados o País ainda vai piorar muito até melhorar. 

Viver é Perigoso 

terça-feira, 24 de setembro de 2019

FALOU E DISSE !


"Há pouco, presidentes socialistas que me antecederam desviaram centenas de bilhões de dólares comprando parte da mídia e do parlamento, tudo por um projeto de poder absoluto.

Foram julgados e punidos graças ao patriotismo, perseverança e coragem de um juiz que é símbolo no meu país, o Dr. Sérgio Moro, nosso atual Ministro da Justiça e Segurança Pública.

Esses presidentes também transferiram boa parte desses recursos para outros países, com a finalidade de promover e implementar projetos semelhantes em toda a região. Essa fonte de recursos secou.

Esses mesmos governantes vinham aqui todos os anos e faziam descompromissados discursos com temas que nunca atenderam aos reais interesses do Brasil nem contribuíram para a estabilidade mundial. Mesmo assim, eram aplaudidos."

Jair Bolsonaro

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

OUI MONSIER !


Sobre a Amazônia Francesa: Um pouco sobre o território da Guianas, possessão francesa tão bem cuidada e admirada pelos europeus. A Guiana Francesa é o segundo maior departamento da França, com uma área total de 83.534 km2

A Ilha do Diabo (Île du diable) é uma ilha da Guiana Francesa. Atá 1946 era uma colônia penal onde os presos considerados mais perigosos cumpriam pena. Para o governo francês, o território servia para punir os prisioneiros da pior forma possível: isolados, confinados num lugar de difícil acesso, os homens que ficavam ali presos dificilmente conseguiam escapar, já que a ilha é de difícil acesso, em virtude de seus penhascos, e suas águas são infestadas de tubarões. Além disso, a Guiana Francesa serviu de território para onde eram mandados os inimigos políticos dos conturbados anos do pós-Revolução Francesa.

Do conhecimento de todos o "Caso Dreyfus". Alfred Dreyfus era de família de origem judaica e veio de uma cidade que fazia fronteira com o território da Prússia e era considerado de personalidade segura e reservado, curioso, inteligente e observador. Foi acusado de passar informações secretas às polícias estrangeiras da Alemanha. De 19 a 22 de Dezembro de 1894, Dreyfus foi condenado à prisão perpétua na Ilha do Diabo.

No dia 13 de janeiro de 1898, o escritor Émile Zola escreveu e publicou no jornal "L´Aurore", com tiragem de 300.000 exemplares, o artigo (em forma de carta) "J´acuse". Neste artigo ele acusava todo o alto escalão do exército, culpando-os pela acusação de Dreyfus e, com isso, ele os provoca para que possam ir à julgamento e, assim, pudessem ou inocentar Zola ou condenar todo o alto escalão.

Tribunal se reúne e decide pela cassação da sentença com um placar unânime. Anistiado por ordem do Executivo, deixou a prisão e foi oficialmente reabilitado em 1906

Como curiosidade e por ser muito importante, registre-se que em 7 de janeiro de 1895, dias depois da condenação, Ruy Barbosa, que estava em Londres e era colaborador no Jornal do Commercio do Rio de Janeiro escreve texto, publicado em 3 de fevereiro, tornando-se o o primeiro defensor do capitão Dreyfus. 

Também, o  livro Papillon, de Henri Charrière, mais tarde transformado em filme (em 1973, com Dustin Hoffman e Steve McQueen) retratou o cotidiano desses condenados e o tratamento brutal ao qual eram submetidos. O livro autobiográfico conta a famosa fuga de Papillon em 1935, preso injustamente na Ilha do Diabo.

Viver é Perigoso

PRIMAVERA

Viver é Perigoso

domingo, 22 de setembro de 2019

sábado, 21 de setembro de 2019

POIS É...


Já dizia o samba de sucesso do Professor (zoólogo) Paulo Vanzolini em 1962: "levanta sacode a poeira e da volta por cima"

O negócio é correr atrás.

Conforme anunciado na mídia e comentado aqui no "Viver é Perigoso", as Instituições Federais de ensino terão recursos segundo o IGG - Índice Integrado de Governança e Gestão Públicas. Trata-se de levantamento feito pelo Tribunal de Contas da União - TCU para medir a capacidade das instituições públicas federais de gerir seus bens. O posicionamento no IGG será determinante na distribuição de verbas.

Extraordinária a posição da UFLA - Universidade Federal de Lavras, situada na primeira colocação em todos o País com o índice IGG de 81%. A nossa Unifei tem um IGG de 31%.

Pois bem, deu no site da Unifei que o Sr. Adriano Higino Freire, assessor de Governança e Gestão da Universidade Federal de Lavras, ministrou nos dias 8 e 9 de julho, no campus sede da nossa Escola, o curso de capacitação em “Governança, Gestão de Riscos e Controles Internos”, aberto a todos os servidores da Instituição, com transmissão por videoconferência ao Campus de Itabira.

Durante o curso, que contou com 55 participantes, foram apresentados os conceitos fundamentais necessários para a sistematização de práticas relacionadas à gestão de riscos, aos controles internos e à governança, prevista na Instituição Normativa MP/CGU 01/2016.

Em tempo, a gestão de riscos da Unifei é coordenada pelo seu Comitê Gestor de Governança, Riscos e Controle (CGRC), instituído pela Portaria nº 334, de 10 de março de 2017, que conta com a participação ativa e direta do reitor, professor Dagoberto Alves de Almeida, como seu presidente, além do apoio administrativo da gestora de projetos da Reitoria, Letícia Fernandes Costa.

Sinceramente ? senti uma pitada de tentativa de pouco caso no texto publicado: ..."o servidor Adriano Higino Freire, assessor de Governança e Gestão da Universidade Federal de Lavras"

É a vida...

Viver é Perigoso

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

SEGUNDO A VONTADE DOS SEUS ELEITORES ?


Deu na Folha de São Paulo:

Como todos tomaram conhecimento e provavelmente disseram "amém", a Câmara dos Deputados reabilitou e aprovou na última quarta-feira um texto que afrouxa parte das regras em benefício de partidos e políticos.

Permaneceram pontos que diminuem o controle sobre o uso das verbas públicas pelas legendas, incluindo a liberação para pagamento de multas eleitorais, compra de sedes partidárias e passagens aéreas até para não filiados. O texto principal foi aprovado por 252 votos contra 150.

Um dos pontos do projeto aprovado pela Câmara coloca na lei a permissão expressa para que partidos políticos usem verbas ´[ublicas para adquirir bens móveis e imóveis, como mansões, helicópteros, aviões e carros de luxo.

Veja abaixo como votou cada um dos deputados. Os que votaram "não" são aqueles que votaram pelo afrouxamento das regras eleitorais. PT e DEM, por exemplo, votaram em peso dessa forma.

Blog: Segundo a relação anexada, o Deputado Dima Fabiano - PR, sempre bem votado na cidade, votou pelo "afrouxamento das regras eleitorais". O Deputado Bilaquinho - DEM, caso estivesse no exercício do seu mandato, teria feito o mesmo, acompanhando a decisão do seu partido.

É a vida...

Viver é Perigoso

NO NINHO

Viver é Perigoso

LIDERANÇA NO SERASA


O tempo está mostrando que a promoção da Copa do Mundo no Brasil em 2014, no geral, foi uma acachapante derrota de 7 x 1. Pior: aconteceu no geral, exceto ( por enquanto), para políticos, dirigentes e empreiteiros. Afinal, segundo consta, nenhum foi pego ainda sendo responsabilizado pelos custos astronômicos de estádios e obras outras.

Como o Corinthians, levado pelo seu esquisito presidente Andrés Sanches, com o incentivo do corintiano Lula, foi entrar nessa de construir o estádio Itaquerão ?

A loucura saiu (em valores corrigidos) por R$ 1,6 bilhão. Financiaram R$ 400 milhões no BNDES, via Caixa Econômica Federal. Pagaram, sabe-se lá como, R$ 170 milhões e ainda devem R$ 536 milhões, acumulados pelos juros por atraso nos pagamentos.

Com a Odebrecht, construtora do estádio (êpa !) a dívida era de R$ 420 milhões   com previsão de acerto através de um tal de CID - Certificado de Incentivo ao Desenvolvimento.

As garantias dadas à CEF: direito às receitas do Itaquerão/ cotas do fundo que administra o estádio/ imóveis do Parque São Jorge, sua propriedade na Marginal Tietê.

Pois bem: A Itaquera Itaquera SA teve o seu nome incluído na lista do Serasa.

Tivesse o PT no poder e o assunto estava encerrado.

Viver é Perigoso

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


Ultimamente a minha leitura preferida é de biografias. 

Porém confesso: Não me interessaria, em princípio, ler a autobiografia da Senhora Arlette Pinheiro, ainda mais com o sub-título de "Prólogos, Ato, Epílogo".

Muda de figura após descobrir que a dona da autobiografia é a Fernanda Montenegro, primeira dama do teatro e cinema brasileiros.

Companhia das Letras - 392 páginas.

Escreveu a atriz: " Tudo vai se harmonizando para a despedida inevitável. Inarredável. O que lamento é a vida durar apenas o tempo de um suspiro. Mas acordo e canto.

Viver é Perigoso

NOTA OFICIAL


A democracia está em risco. Somos contra e protestaremos no STF contra essa ação absurda da PF nos gabinetes do Senado e da Câmara Federal. Os investigados podem até serem propineiros, MAS SÃO NOSSOS PROPINEIROS. 
Onde vamos parar ? Amanhã as ações da PF podem chegar a qualquer um de nós, eleito legitimamente pelo povo. Um absurdo cometido contra companheiros do MDB e do DEM.

Brasília 20 de setembro de 2019

Viver é Perigoso 

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

AGORA VAI !


Foi publicada hoje no Diário Oficial de Minas Gerais a sanção, pelo governador Romeu Zema, da Lei 23.417, que institui a Política Estadual de Combate à Corrupção.

Conforme a lei, a política instituída tem a finalidade de prevenir e reprimir condutas de servidores públicos e de pessoas jurídicas que importem em vantagem indevida ou enriquecimento ilícito.

Atividades – A lei sancionada diz que é assegurada a participação de cidadãos e entidades privadas na política estadual contra a corrupção, por meio dos mecanismos legais e constitucionais que sejam aplicáveis, e que essa política visa ao desenvolvimento e ao fomento de atividades relacionadas a nove itens: 

Prevenção e combate à corrupção;
Incremento da transparência na gestão pública;
Reparação de danos imateriais coletivos;
Controle interno;
Auditoria das contas e atividades do poder público estadual e das entidades com ele conveniadas;
Ouvidoria;
Correição;
Capacitação de servidores e modernização dos órgãos públicos responsáveis pela execução das atividades previstas;
Formação cidadã e ética para a fiscalização da gestão pública.

Estão previstas, pela política, ações de reparação de danos imateriais coletivos, controle interno, incremento da transparência na gestão pública, além de auditoria das contas e atividades do poder público estadual e entidades conveniadas. A implementação será de responsabilidade da Controladoria-Geral de Minas, que deverá publicar, no Portal da Transparência do Estado, relatório sobre as ações relativas à política.

Ainda no rescaldo de operações de combate à corrupção e lavagem de dinheiro em todo o Brasil, a instituição da política vem junto à implantação da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção, no início do mês. Fica a cargo da delegacia a apuração de crimes contra a Administração Pública e a Lei de Licitações.

Blog: Juízo Moçada ! Agora, aguentem as pontas se alguma coisa andou escapando do controle.

Viver é Perigoso

TENEBROSAS TRANSAÇÕES



Hoje em Curitiba, Chico Buarque e a namorada visitaram Lula na prisão. Pelo visto, saíram felizes. 

Num tempo, página infeliz da nossa história
Passagem desbotada na memória
Das nossas novas gerações
Dormia, a nossa pátria-mãe tão distraída
Sem perceber que era subtraída
Em tenebrosas transações

Viver é Perigoso

NÃO ESCAPA UM !


A Polícia Federal aponta que o Senador Fernando Bezerra Coelho e também seu filho, deputado federal Fernando Bezerra Coellho Filho, receberam R$ 5,5 milhões em propinas de empreiteiras encarregadas de obras de transposição do rio São Francisco.

Os repasses teriam acontecido entre 2012 e 2014.

O Senador Fernando Bezerra é do mdb e pasmem, líder do governo Bolsonaro no Senado Federal. Também foi Ministro de Integração Nacional do governo Dilma Rousseff (na época era do psb) Já o filho, Deputado Fernando Bezerra é do dem e foi ministro de Minas e Energia do governo Temer.

Os políticos pernambucanos, Pai e Filho, foram alvo da Operação Desintegração detonada hoje pela Polícia Federal. Suas residências e gabinetes foram objeto de buscas e apreensões na manhã de hoje.

O Senador Fernando Bezerra é político profissional. Começou como deputado estadual em 1983. Foi deputado federal, prefeito e chegou ao senado. Tudo com eleições e reeleições desde lá.

Homem público tradicional como milhares de outros que infestam o País, do interior até as capitais, segundo eles, sempre prontos para servir o povo.

Reparem: Um homem realmente de bem, entra na política para tentar fazer a diferença. Impossível e não conseguindo mudar nada volta para a sua vida normal. Jamais participa de reeleições. Já...

Viver é Perigoso

VENTOS DE GUERRA


Aumentam os comentários sobre a participação/conhecimento/autorização do governo iraniano, via rebeldes houtinis do Iêmen, no ataque as instalações petrolíferas da Arábia Saudita no último sábado.
Como noticiado, as explosões afetaram a metade da produção diária de petróleo da Arábia Saudita, cerca de 5,7 milhões de barris, ou mais de 5% da produção global diária.

E se acontecer uma retaliação dos Sauditas com o apoio das forças americanas ?  Trump, de olho nas eleições do próximo ano deve estar estudando a melhor ação para agradar seus eleitores.

Uma guerra declarada envolvendo a Arábia Saudita, Irã e EUA balançará o planeta em termos de petróleo. Será capaz de levantar até a Venezuela.

Para quem como eu nunca tinha ouvido falar em rebeldes houtinis, eles têm participado da guerra civil no Iêmen enfrentando o governo local, que também é apoiado pela Arábia Saudita.

O nome vem do líder Hussein al-Houthi, morto pelas forças do governo em 2003, que organizava protestos contra os EUA pela invasão ao Iraque. 

Amarrem o cinto moçada.

Viver é Perigoso

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

ÊPA ! SEI NÃO...


A aposta vencedora da Mega-Sena desta quarta-feira, 18, saiu para uma aposta coletiva feita por funcionários da liderança do PT na Câmara dos Deputados. O “bolão” acertou sozinho o prêmio de R$ 120 milhões. Os números sorteados foram: 04 - 11 - 16 - 22 - 29 - 33.

Sei não...e o número 13 ?

Viver é Perigoso

FUNDO DO BOLSO

Viver é Perigoso

terça-feira, 17 de setembro de 2019

PADRÃO FIFA


Deu no Estadão:

A milionária transferência do cirurgião Antonio Luís de Macedo para o Vila Nova Star - onde ele atendeu Bolsonaro até ontem - foi, quase certamente, a mais cara entre hospitais no País.

Ao que foi apurado, Macedo deixou o Einstein para receber, na nova casa, R$ 1 milhão por mês durante 5 anos. Exatos R$ 60 milhões.

Viver é Perigoso