segunda-feira, 12 de agosto de 2019

JÁ ERA ESPERADO


Para nós, simples mortais, não deve ser fácil receber a Polícia Federal dentro de casa para busca e apreensão. Mas, para o pessoal que vive namorando nos limites da lei, não deve ser nada assustador.

Imagine aqueles caras sisudos abrindo gavetas, inclusive aquela da cuecas, apreendendo celulares e computadores, levando aquela graninha reservada para pequenas despesas e seu estoque na geladeira.

Pois bem, aconteceu hoje em Belo Horizonte. 

A Polícia Federal (PF) realizou, na manhã desta segunda-feira, a Operação Monograma contra crimes eleitorais e lavagem de dinheiro. 

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT). Um dos endereços para busca e apreensão da Operação Monograma é o do apartamento de Pimentel, um edifício no bairro Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte.

De acordo com a PF, a operação é um desdobramento da Operação Acrônimo. A corporação suspeita de delitos eleitorais, em que empresas de consultoria teriam simulado a prestação de serviços para o recebimento de vantagens ilícitas em montante superior a R$ 3 milhões.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: