segunda-feira, 19 de agosto de 2019

EXTRA ALTA TENSÃO


Seria bom para todos nós se o Magnífico Reitor da nossa Escola, Professor Dagoberto Alves de Almeida, acompanhado do Prefeito Rodrigo Riera e do Secretário Municipal de Ciência e Tecnologia, Fernando Bissacot, que têm usado como principal argumento para a retomada do Projeto de Construção do Laboratório de Extra-Alta Tensão, a possível perda de R$ 40 milhões já gastos nas obras, trouxesse à tona a planilha constando a relação e o destino do valor.

Interessante saber os valores e quais os parceiros que adiantaram valores para o projeto. O valor da área estaria incluso ?

Sabemos que a obra era (ou ainda é) de responsabilidade do Senai-MG, que se tornou, inclusive, a proprietária da área doada pelo município. Legalmente, não entendemos como o projeto foi transferido para a CNI.

Imaginamos que tão somente o Senai/MG e a CNI teriam os valores contabilizados.

Serviços ? Equipamentos ? Custo do Projeto ? Multas pela suspensão ?

Imaginamos que cópias de planilhas tenham sido entregues ao Deputado Bilac Pinto, ao Vice Governador de Minas e aos Senhores Ministros visitados.

Ficaria claro e tornaria a defesa facilitada.

Se não for pedir demais...

Viver é Perigoso        

4 comentários:

Anônimo disse...

Ninguém do Sindicato das Indústrias da terrinha e nem da ACIEI nesta comitiva, para demonstrar um pouco de interesse neste Laboratório? Ou pelo menos para dar um apoio para o prefeito. Acho que viagem para Brasília ninguém quer ir, mas para os Estados Unidos a comitiva foi grande. É a vida zelador.

Anônimo disse...

Mordomias do tecnico-turismo.

Anônimo disse...

Vcs estão interpretando esse "alta tensão" de maneira errada.
Não tem nada a ver com energia.

Anônimo disse...

E cada vez mais difícil ....

http://diariodocomercio.com.br/obra-do-laboratorio-de-itajuba-e-paralisada/

Luciano