segunda-feira, 8 de julho de 2019

VERDADEIRAMENTE SANTAS


Escreveu Denis Lerrer Rosenfield na página A2 do jornal O Estado de São Paulo:

"As Santas Casas de Misericórdia são verdadeiramente "santas". 

Prestam inestimável serviço à população brasileira, não recebendo em contrapartida do governo federal e de outras instâncias da Federação, a remuneração correspondente ao seu trabalho e seu mérito. 

São "santas" ainda por continuarem prestando um auxílio indispensável aos brasileiros, sob chuvas e trovoadas que ameaçam até mesmo sua sustentabilidade.

...A abnegação e a dedicação de seus dirigentes são dignas de nota, por seus valores morais e religiosos. Lutam contra uma corrente que lhes é desfavorável. Têm sabido resistir. 

Entretanto, a falência ronda boa parte desses hospitais, alguns sofrendo ameaça direta de fecharem suas portas. 

Não seria o caso de se valorizar aqueles que estão efetivamente oferecendo um serviço público de qualidade a custos notoriamente inferiores ? "

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

"Não seria o caso de se valorizar aqueles que estão efetivamente oferecendo um serviço público de qualidade a custos notoriamente inferiores ? "

Seria se a saúde não fosse um negócio com outro qualquer. É business, grana, poder !

Até tem o pessoal abnegado, autruista e de boa fé e coração bom. Mas a turma do andar de cima quer mesmo é a grana fácil e saúde é um dos maiores ativos econômicos e de maior rentabilidade do mundo. E quando você mistura recursos públicos da saúde com a politica de baixo nível é o que se vê na terrinha.

Esquece. Saúde boa e barata não existe.