segunda-feira, 8 de julho de 2019

CHEGA DE SAUDADE


Publicado no "Viver é Perigoso" em 17/11/2017

Bons momentos. No início dos anos 60 a cidade gravitava em torno da "Praça de Esportes". Tirando as piscinas do Batalhão e da Imbel (eram restritas) a do ITC era a única da cidade.

O Clube era dirigido pelo Sr. Álvaro Mandolesi (da padaria), pelo Roberto Lamoglia (estudante ainda) e sob a gerência de José Luís Chiaradia, o famoso e saudoso Califa. 
Ah, nos exames médicos (eram obrigatórios para nadar), o Dr. Orlando.
Com a novidade da piscina, a molecada (eu tinha 13 anos) nadava com chuva, com frio e até com sol. O ambiente era sensacional e a palavra do Califa inquestionável.

Um detalhe me desagradava e custou para mudar o meu pensamento a respeito. Falo do som dos alto-falantes e das músicas que tocavam (creio que era o gosto do Presidente Roberto Lamoglia). Em plena era do rock and roll, descobriram um LP de um cantor baiano e um ritmo novo, que não tinha nada com piscina, esporte e brincadeiras.
Era a bossa nova e o cantor, João Gilberto. A música repetida centenas de vezes por dia era "Chega de Saudade" (Vinícius/Jobim). Era um saco.

Confesso que fui aprender a gostar de bossa nova já perto dos 30 anos. Virei fã de João Gilberto. Não sabia o que era bom.

Blog: No dia seguinte, 18/11/2017, comentou o grande amigo e pioneiro leitor do "Viver é Perigoso, Roberto Lamoglia:
"O LP (lançado em 1959) era do Dr. Orlando , titulo " Chega de Saudade " e além da própria, varias outras musicas de sucesso faziam parte do mesmo, "Brigas nunca mais", "Maria Ninguém" e "Desafinado". Realmente era de doer, mas fazer o que.. não 
era responsável pela sonoplastia e no ITC imperava a Democracia ( do Califa KKK) ".

Viver é Perigoso

Um comentário:

Roberto Lamoglia disse...


Caro amigo Edson,
Hoje, no Teatro Municipal do Rio, o velório do grande compositor e cantor baiano João Gilberto encerrou-se ao som da música " Chega de Saudade ", na minha opinião seu maior sucesso. Mas ao contrário do que propunha João Gilberto com esta canção, ainda tenho recordações e saudades do tempo em que fui presidente do querido ITC. Foram 5 anos de muito trabalho mas de grandes realizações ( Torneios da Primavera e Inverno, Jogos do nosso IEI contra a AMAN e a Escola de Naval. E pasmem...NÃO TÍNHAMOS UM ÚNICO GINÁSIO COBERTO EM ITAJUBÁ. O hoje conhecido Tigrão nem sonho era. Substituí o Sr. Alvaro Mandolesi ( primeiro presidente do ITC ), um dos melhores homens que conheci. Ajudado por dois grandes amigos. O Dr. Orlando Sanches e o conhecido Califa ( este sim era o faz tudo no ITC ) diretamente e por inúmeros outros indiretamente. Valeu a pena. Me lembro bem do LP do Dr. Orlando que ele adorava e as musicas Do hoje saudoso João Gilberto. E como você mesmo afirmou,"era um saco". Mas veja como é interessante.. O que estamos escrevendo são saudades. Nada de "Chega de". Ùm abraçao caro amigo.
Roberto Lamoglia.