quinta-feira, 27 de junho de 2019

TRISTEZA


"Pobre México. Tão longe de Deus e tão perto dos Estados Unidos."

Porfírio Dias (1839-1915)

Em abril, Óscar Martínez, de 25 anos, sua esposa Tania Ávalos, de 21 anos, deixaram El Salvador, com a filha Valéria, de 2 anos para tentar a sorte nos Estados Unidos. Passaram pelo México e no último domingo (23/6) tentaram cruzar a nado o Rio Grande, fronteira entre os dois países.

Em El Salvador, Óscar trabalhava em uma pizzaria e Tania em um restaurante chinês.

Oscar e a filha Valéria não conseguiram atravessar o Rio Grande. Partiram, definitivamente, juntos e abraçados. A  mãe, Tania Ávalos, sobreviveu (ou quase isso).

Imagens fortes nos jornais e revistas do mundo. Como sempre, dentro de poucos dias essa tragédia será substituída por outra.

Entendemos a preocupação dos americanos em controlar sua fronteiras. Creio que não seria utopia que a rica nação americana ajudasse fortemente os países da América Central e do Caribe a criar condições dignas de vida para as suas populações na tentativa de diminuição do fluxo migratório.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: