segunda-feira, 8 de abril de 2019

SEGUIREMOS


Não é nada fácil ser blogueiro amador. Desses sem compromisso com participação diária e sem apegos comerciais. O blog torna-se uma conversa diária, com exposição de opinião e comentários sobre o dia a dia.

Trata-se de uma coisa muito pessoal.

Daí, chega um dia que você toma conhecimento de uma situação difícil vivida por um amigo querido. Você se sente abalado e pior, pode fazer muito pouco ou nada. Acreditem, em determinados momentos, até gestos ou simples olhares de solidariedade não são bem vindos.

Vive-se momentos em que comentar trombadas administrativas municipais são migalhas. Observar a situação nacional, mentiras de políticos e jogadas de interesses próprios de ministros, chegam a ser miudezas.

Músicas soam tristes, obras de arte, insignificantes.

Momento especial acontecido em 1647, quando o espanhol Baltasar Gracián y Morales escreveu que não há sensibilidade sem dor, nem prazer sem sensibilidade. E completou com propriedade: viver é perigoso.

Seguiremos.

Viver é Perigoso.

Um comentário:

Anônimo disse...

Tempo, tempo, tempo. Só o tempo não te tempo de sobra!!