terça-feira, 23 de abril de 2019

DIA DO LIVRO


Aprendi a ler com cinco. Escrever, ainda estou devendo. Diziam as minhas primeiras mestras, Dona Loudinha Chiaradia (professora particular) e as amadas Dona Ivone e Dona Raimunda, no Grupo Escolar Rafael Magalhães, na Boa Vista, é claro, que ler antecipadamente atrapalhou muito o meu aprendizado. Até hoje não sei a razão.

Depois dos sete anos de idade nunca estive sem estar lendo um livro. No início, sempre com a bíblia e as suas histórias. Mais adiante passei a ler dois por vez. Com a idade, adquiri o prazer das releituras. Temos sido bons companheiros.

Em 23 de abril de 2013, portando já lá vão seis anos, a doce escritora itajubense, para todos, Bah - escreveu no Viver é Perigoso:

Bom dia! Hoje é dia do livro. Nada melhor que um bom livro para clarear nossas ideias...
O saber é o instrumento que nos garantirá uma vida mais digna e nos proverá de um bem estar essencial para nossa felicidade.
A arte do bem viver vai sendo adquirida, construída e solidificada ao longo do tempo e retocada constantemente pelos ensinamentos aprendidos. Nessa caminhada moral e espiritual o conhecimento é um bem por demais valioso. É necessário muita dedicação e esforço para conquistá-lo de modo a torná-lo nosso aliado no enfrentamento das batalhas inerentes a condição humana.
Boa leitura para os que são fãs de livros.
Bah

Viver é Perigoso

2 comentários:

Bah disse...

Obrigada Zézinho por lembrar dessa postagem! Um abraço. Boas futuras leituras e muitos livros de companhia.

Edson Riera disse...

Bah -

Um abraço. Dê a honra se sua presença no blog. A casa estará sempre aguardando.

Zelador